Notícias | Economia | Política | Turismo | Sergipe | Brasil | Polícia | Entretenimento  
 
Brasil
       
 
26/8/2013 06:21:22
Servidor de 99 anos diz que peixe e livro são o segredo da longevidade

João Pereira dos Santos é o funcionário público mais velho do Brasil.

Um exemplo de vida. O Fantástico apresenta o senhor João Pereira dos Santos: ele é o funcionário público mais velho do Brasil.

Seu João tem 99 anos de idade e muita história pra contar. Está lá, no documento, amarelado e puído: nasci no dia 10 de junho de 1914.

Mas João Pereira dos Santos só acha ruim ter 99 anos quando cai um cheque dele.

O banco sempre pensa que é golpe.

“Tava escrito: tem que comparecer para justificar que você está vivo. Porque uma pessoa com essa idade dificilmente está viva”, conta o funcionário público João Pereira dos Santos.

“Pedalo a bicicleta 200 vezes de manhã. Duzentas quando vou dormir”, revela.

A quem duvida da saúde, ele mostra os dentes! Tem todos e nenhuma prótese.

Nostalgia? Melancolia? Desânimo?

Seu pereira curte é uma novidade.

A vida afetiva? Pergunte à mulher dele, quase 30 anos mais jovem.

Na antevéspera de completar 100 anos, seu pereira é hoje o servidor público mais velho do Brasil.

Já está aposentado como funcionário da câmara dos deputados. Mas continua na ativa, como prestador de serviço no executivo.

“Eu trabalho lá para não ficar em casa”, explica.

O funcionário público João Pereira dos Santos mora relativamente perto do trabalho. Mas o condutor João Pereira dos Santos faz questão absoluta de ir à repartição dirigindo o próprio carro. Ele já me confessou que tem uma ou outra multa por excesso de velocidade. Mas desafia quem lhe chame de barbeiro.

No caminho, apanha jornais. Cumprimenta ambulantes.

“Eu gosto da vida. Eu gosto das pessoas”, diz.

E se gaba de ter um pé de pluma.

Dez minutos de trajeto até o Ministério da Justiça, onde seu Pereira trabalha, na entrada privativa do ministro.

“Bom dia, seu Pereira!”, diz o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo.

Os colegas o tratam como o Pelé do funcionalismo.

“Não tem o gênio do futebol? O seu Pereira é um gênio de vida, um gênio de pessoa e um gênio de sabedoria”, diz o funcionário público Epitácio Durão Filho.

É tanto político entrando, que seu pereira não se contém.
“Se o senhor quer ser eleito, veja a saúde, veja a escola e veja a segurança”, diz Pereira.

Para que perder a oportunidade de mostrar o que está errado?

“Nós pagamos muito imposto, seu Canela!”, brinca ele.

“De vez em quando ele fala assim com os políticos, e tal. E a gente fala assim: vamos mais devagar, para não haver problema”, conta João Batista Severino.

Não adianta. E não importa se é deputado, ministro, presidente.

“Ainda bem que o senhor é meu amigo. Já pensou se fosse o contrário?”, brinca o ministro da Justiça.

“O seu Pereira é meu mestre. Quando eu preciso alguma informação sobre o país, algum dado estatístico, eu consulto ele”, admite Gilberto Carvalho, ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República. .

É o que os amigos chamam de ‘datapereira’, a surpreendente enciclopédia que ele tem na cabeça.

“O Rio Parnaíba tem 1.750 km de comprimento, o Piauí tem 60 km de costa, o Delta do Rio Paranaíba é coisa muito interessante, há 60 mil anos antes da gente, em São Raimundo Nonato, na Serra da Capivara tem traço de gente”, afirma Pereira.

Escolha um estado do Brasil. Qualquer um.

“Se eu for falar sobre Minas, eu não vou parar mais hoje. Mas em todo caso: Belo Horizonte foi inaugurado em 12 de dezembro de 1897. Crispim Fortes era o governador. Tem 2.046 igrejas católicas, tem 854 municípios.

O leque de interesses vai da física aplicada à anatomia humana.

Quer saber sobre o coração?

“Válvula da veia aorta, válvula pulmonar, tricúspide, mitral, átrio esquerdo, direito, ventrículo esquerdo, direito. E a separação, chama-se atrio-ventricular. Tem outro nome, mas eu aprendi esse”, explica Pereira.

Os menores ossos do corpo humano?

“Só pode ser o ouvido: estribo, martelo e bigorna. Você também não sabia disso, sabia?”, pergunta Pereira.

Mas é história do Brasil que o fascina.

“Os livros abrem teus horizontes”, destaca.

O nascimento do país, a chegada da família real em 1808.

“Despejou aqui, seu canela, 15 mil corruptos. A mais corrupta corte do mundo era a portuguesa”.


Qual é o segredo da impressionante vitalidade intelectual de um homem de quase cem anos?

“O peixe e o livro”, diz.

“Procede totalmente. Concordo com ele e uso a mesma técnica para mim. Peixe e livro”, afirma a neurocientista Lúcia Wiladino Braga.

A ciência já sabe que o ômega 3, ácido graxo da carne de peixe, realmente faz bem para o cérebro.

E uma pesquisa do centro internacional de neurociências do hospital Sarah, de Brasília, comprova que ler muito, mesmo na velhice, ativa os neurônios favorecendo a plasticidade cerebral.

Ou seja, seu Pereira faz exatamente o que deve fazer para manter a lucidez.

“Aprender. O que a gente aprender novo, a gente desenvolve uma nova rede neuronal. E a gente vê o que no seu Pereira? Que ele tem interesse de aprender sobre história, sobre medicina, sobre geografia, sobre qualquer assunto. Então o quê que ele está fazendo? Ele está usando o cérebro dele o tempo todo, diz Lúcia Wiladino Braga.

João Pereira dos Santos fará 100 anos em junho de 2014.

Até lá, um único plano: viver.

Fonte: www.g1.com.br
 
PUBLICIDADE
 
Canal do youtube
 
PUBLICIDADE
 
 
 
 
Notícias
Economia
Política
Turismo
Sergipe
Brasil
Polícia
Política e Cotidiano
Plenário Brayner
Politizando
Entretenimento
   
 

FaxAju © - Todos os direitos reservados 2013 Contato Comerciai: +55 79 3022.1701 - 9935.1904  / plenario.com@faxaju.com.br
Redação: faxaju@faxaju.com.br
Endereço: Rua Urquiza Leal, 15, Sala 8 - Bairro Salgado Filho