02/04/16 - 11:17:03

ENDOSSANDO A CORRUPÇÃO

Diógenes Brayner – plenario@faxaju.com.br

 

Constata-se um fato. O Governo Dilma estancou no pedido de impeachment. Todos os escalões foram convocados para trabalhar contra o processo que tramita na Câmara Federal, deixando de lado problemas graves que atingem diretamente o povo brasileiro, como a inflação, o desemprego, o recuo na produção e a corrupção, que de todas as formas também desfaz o trabalho de desenvolvimento social que o Governo esnoba como a base do seu projeto inicial.

 

O Palácio do Planalto virou um balcão de negócios, para atrair partidos que apoiem o Governo e votem contra o impeachment, em troca de cargos em Brasília e nos Estados, além da liberação de recursos e antecipação de emendas mesmo que sejam impositivas. Além disso, mimos em outros momentos de necessidade, como se fossem uma compensação pela adesão. De Sergipe, o deputado federal Jony Marcos, esteve com a presidente e nega ter recebido qualquer oferta para se manter aliado ao Governo. Jony saiu de lá convencido de que vota contra o impeachment.

Abertura de diálogo, mesmo utilizando as salas do Planalto, passa a ser normal em um País que vive o pior momento de sua história, tanto na economia, quanto na política e na ascensão da corrupção. Mas tudo isso se põe no esquecimento, quando a possibilidade de um desmanche no Governo pode acontecer, não apenas pelas pedaladas fiscais, mas por toda essa estrutura bem montada de patifaria que inundou o País.

Diante de tudo que já se viu, de prisões de grandes empresários, diretores da Petrobrás, integrantes do Partido dos Trabalhadores e com um montante de recursos desviados ter retornado aos cofres públicos, já são suficientes para que, independente de cor partidária, a sociedade se mostre perplexa com um Governo que endossou a corrupção, mesmo que isso tenha sido uma prática em administrações anteriores.

A corrupção não pode ser aprovada por segmentos sectários de nenhum partido.

JONY MARCOS

O deputado federal Jony Marcos (PRB) confirmou ontem que esteve com a presidente Dilma Rousseff (PT), no Planalto, mas negou a oferta de cargos e liberação de verbas.

Jony deixou bem claro que “sou contra o impeachment”.

DÓLARES

Jony Marcos acrescentou que no diz que encontrarem 30 milhões de dólares na conta de Dilma no exterior, “aí eu voto em favor do seu impeachment”.

– Não pelas alegações que estão sendo postas agora.

EMENDAS

Sobre a liberação de emendas suas, o deputado Jony Marcos disse que “emendas são impositivas e o Governo não pode deixar de pagá-las”.

Insistiu que vota contra o impeachment por convicção.

DIVIDIDO

O PRB, partido de Jony Marcos, a maioria da bancada federal é pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff, mas não fechou questão.

Quem sabe se a partir das conversas o PRB mude de opinião…

ACIDENTE

Um dia após assumir a Secretaria da Saúde, a enfermeira Conceição Mendonça esteve com a mão na massa: ajudou a equipe do Samu em acidente na Oswaldo Aranha.

Ela era a superintendente do Samu na quarta-feira.

PRISÕES

Pelo que a delegada Daniele Garcia, da Deotap, explicou a situação dos vereadores não é fácil e realmente pode levar a prisões pela prática de crimes.

Vai exigir muito trabalho dos advogados de defesa.

ALCIVAN

O mais enrascado no processo é o ex-vereador e advogado Alcivan Menezes, que teria usado placas até de parentes e amigos para colocar em contratos de locação.

Além de supostos contratos para assessoria jurídica de cada vereador.

REELEIÇÃO

A operação realizada na Câmara Municipal de Aracaju, em ano eleitoral, pode afastar alguns vereadores, se condenados, da reeleição.

Só o indício de corrupção já é ruim para eles.

INTERIOR

Ontem pela manha, em off, um prefeito do interior sugeriu que essa operação sobre verba indenizatória chegue a cidades do interior.

Diz que tem muito vereador assustado.

AMORIM

O senador Eduardo Amorim diz que Entrou na política por entender que a pior dor, de fato, é aquela que atinge não apenas um de cada vez. Mas sim milhares de uma só vez.

Dor como essa que estamos sentindo agora, com a crise política, ética e fiscal.

ARRAIÁ

Ontem pela manhã foi a apresentação do “Arraiá do Povo”, no restaurante Cariri, que anunciou o São João não orla e toda programação.

Jackson Barreto esteve lá e fez o lançamento.

RECURSOS

O governador elogiou secretário da Cultura, Elber Batalha (PSB), que deixou a Pasta para disputar vaga na Câmara. Elber deixou recurso de R$ 1.8 milhão para a festa.

Jackson foi claro: “se dependesse de mim, Elber não sairia”.

PORTO DA FOLHA

Jackson Barreto foi à posse do presidente da Câmara de Porto da Folha e de lá ligou para Dr. Júlio (PDT) marcando uma conversa com ele em Aracaju.

Júlio é candidato a prefeito ao lado de outros partidos.

CANDIDATURA

Rodrigo Valadares (PTB), filho de Pedrinho Valadares, topará ser candidato a prefeito de Aracaju, se o partido decidir por uma candidatura própria.

O partido está com uma nova proposta de renovação política.

VEREADORES

Os 15 vereadores que tiveram seus nomes citados pela delegada Daniella Garcia estiveram reunidos ontem e já contrataram advogados.

Quando forem citados é que vão se pronunciar…

DESACREDITAM

Essas ações policiais contra políticos, com provas suficientes para processo que dê em prisão, desacreditam a todos, porque fazem uma comparação por baixo.

O povo de Sergipe tem se frustrado com alguns dos seus representantes.

MENSALINHO

A Polícia, caso deseje, pode fazer investigação sobre pagamento de “mensalinhos” a vereadores na maioria das cidades do interior.

Alguns prefeitos dão um gorjeta mensal para terem maioria nas Câmaras.

FILIAÇÕES

Termina hoje o prazo de filiações partidárias e muitos candidatos a vereador podem fazer opção diferente da que pensavam antes.

Todos fazem cálculos para composições que lhes dêem condições de elegerem-se

Notas

Quadrilha – O ex-governador do Ceará Cid Gomes protocolou ontem, na Câmara, um pedido de impeachment contra o vice-presidente da República, Michel Temer, em razão dos seis “crimes” que ele atribui a Temer enquanto “pessoa física e jurídica”. Cid diz que Temer é o chefe da quadrilha política.

0x0

Celso – Operação Carbono 14, deflagrada pelo Polícia Federal, investiga crimes de extorsão, falsidade ideológica, fraude, corrupção e lavagem de dinheiro e retoma caso Celso Daniel. Ex-secretário do PT, Silvio Pereira foi preso, enquanto Delúbio Soares foi levado para depor coercitivamente.

0x0

Parecer – Na segunda-feira, a comissão especial receberá a defesa por escrito da presidente Dilma Rousseff. O parecer do relator, deputado Jovair Arantes (PTB-GO), deve ser entregue até quinta e ter a votação na comissão finalizada até o dia 12. Quatro dias depois o parecer entrará na pauta do Plenário.

0x0

Despacho – No despacho emitido sobre a 27ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada na manhã de ontem, o juiz Sérgio Moro diz que é possível que a morte do ex-prefeito de Santo André (SP), Celso Daniel, em 2002, tenha relação com o esquema de corrupção e extorsão na Prefeitura da cidade.

0x0

Críticas – Desde a saída do PMDB do governo no início desta semana, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), vem reiterando as críticas às negociações de cargos que estão sendo feitas nos bastidores do Planalto pela presidente Dilma Rousseff para formar uma nova base.

0x0

Reforma – Inicialmente previsto para ontem, o anúncio da nova composição do governo da presidente Dilma Rousseff vai ficar para a próxima semana. O Palácio do Planalto trabalha para acomodar os ministros do PMDB, que resistem em deixar os cargos mesmo depois de o partido ter decidido sair da base aliada.

Conversando

Urnas – O eleitorado precisa escolher candidatos sérios para qualquer mandato político. Os escândalos que estão acontecendo é o resultado das urnas.

Reclamar – O eleitor não pode reclamar do que fazem deputados, vereadores, prefeitos, governadores, presidente e senadores Eles exercem os mandatos pelo voto mal dado.

Parceria – A Sedetec divulga que estatal chinesa espera formar parceria com Governo de Sergipe para instalação de máquinas para construção civil.

Quedas – Estados e Municípios constatam que FPE e FPM sofreram maiores quedas no mês de março. Enquanto isso, o Governo faz campanha contra o impeachment.

 

Remédio – Governo autoriza reajuste de até 12,5% no preço dos remédios. Pela 1ª vez em mais de 10 anos índice aprovado fica acima da inflação.

 

Sindicatos – Sargento Edgard diz que todos os sindicatos que recebem verba federal estão defendendo Dilma, inclusive a dos artistas e intelectuais.

 

Eleições – Conselheiro Clovis Barbosa afirma que situação do Brasil hoje é fruto da crise moral e política. Sugere novas eleições gerais para o país.

 

Projeto – Será que o povo ainda não percebeu que o País está administrando interesses políticos partidários de grupos que não têm projeto.

 

Administração – O Brasil precisa retomar a sua normalidade administrativa. Dilma precisa tirar o País do caos e não só cuidar do impeachment.