10/04/16 - 09:37:31

ESCOLAS DA REDE MUNICIPAL REALIZAM CAMINHADA

Fazendo parte do “Projeto Todos contra o Aedes Eegypti”, duas unidades de ensino da rede municipal de Aracaju, a EMEF (Escola de Ensino Fundamental) José Airton de Andrade, e a EMEI (Escola de Ensino Infantil) Berenice Campos, realizaram na  sexta-feira, 8, diversas ações, como a caminhada e exposição sobre o combate ao mosquito transmissor da Dengue, Chinkungunya e Zica Vírus.

A EMEF José Airton reuniu por volta das 8h, no Largo da Aparecida, no Bairro Jabotiana, cerca de 100 pessoas, incluindo equipe diretiva da escola, corpo docente, alunos e pais, que ergueram cartazes, faixas, distribuiram panfletos e adesivos, e com muita animação chamaram a atenção da população a importância de combater o mosquito.

A diretora da escola, Wênnia Santos, explicou que esta é uma das atividades inseridas no “Projeto Todos contra o Aedes”, que vem sendo desenvolvido desde o início deste ano na unidade de ensino. “Para realizarmos esta ação firmamos parcerias com vários órgãos e entidades”, enfatizou.

Entre os parceiros envolvidos, ela citou o Posto de Saúde e o CRAS (Centro de Assistência e Referência Social) Madre Tereza de Caucutá, localizados na própria comunidade, bem como, o apoio da SMTT e da Guarda Municipal de Aracaju, além de uma emissora, a TV Sergipe, que registrou em reportagem toda a ação.

Exposição

Intitulado “Sai pra la seu mosquitinho, que eu não sou seu amiguinho” é um projeto de iniciativa da Escola Municipal de Ensino Infantil (EMEI) Berenice Campos, que se encerra nesta sexta-feira com uma exposição. O evento começou na tarde da última quarta-feira 6, com uma caminhada pelas ruas da comunidade do bairro Porto Dantas, Zona Norte da capital sergipana.

Essa iniciativa se estende por quatro dias de atividades diferentes voltadas para a conscientização das crianças, pais e comunidade sobre os riscos e cuidados na prevenção contra o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Chikungunya e Zica Vírus.

Para reforçar o objetivo do projeto pela necessidade de unir forças para o trabalho social na comunidade, a mobilização conta com parcerias da Secretaria Municipal da Educação (Semed), escolas particulares, associação de moradores do bairro, centro de referência de assistência social (CRAS), posto de saúde e Centro Social Santa Terezinha.

A diretora da EMEI, Raquel dos Santos, explicou a necessidade das pessoas em estarem alertas para o combate.”O índice de focos do mosquito no bairro Porto Dantas é grande, sendo que o trabalho sendo feito na comunidade traz a mudança de hábitos de higiene, além da visão da tamanha relevância de combater o Aedes. Muitos moradores assistem nas propagandas as campanhas mas não têm noção do que realmente acontece, é importante a participação das crianças e pais que passam a conhecer os sintomas e ensinar as medidas de prevenção”, relatou.

A coordenadora pedagógica, Maria da Conceição Oliveira Teles, fala da importância de realizar este projeto dentro da escola e no bairro.”Para a comunidade é essencial participar e aprender os cuidados em casa para combater o mosquito causador da Zika, além disso os alunos passam a ter conhecimento sobre o que deve ser feito para a eliminar os focos do mosquito através das ações realizadas dentro e fora da escola”, contou.