12/04/16 - 19:56:11

Por:  Grecy Andrade /

Emmanuel O presidente Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) e líder do partido na Câmara Municipal de Aracaju (CMA), Emmanuel Nascimento, posicionou-se contrário ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, durante seu pronunciamento na Sessão Plenária desta terça-feira, 12.

“Eu não poderia deixar de usar esse espaço, que pertence ao povo desta cidade, para me posicionar contra o impeachment. Acredito que o caminho da democracia não é esse, quem deve decidir sobre isso é o povo. Agora trabalhar para inviabilizar o governo como fez parte do Congresso, é inadmissível. O Congresso trabalhou para destruir o governo e o colocar nessa situação. Defender o impeachment porque a economia não está dando certo não é argumento, os próprios partidos não apoiaram as reformas, não ouviram os apelos da presidente”, pontuou.

Par Emmanuel, o que está acontecendo no cenário político atual é golpe. “Quero me colocar claramente contra esse golpe contra a nação. Desde 1500 as elites vêm comandando esse país. Aí surge Lula para melhorar a vida do povo brasileiro. O impeachment é um equívoco e vai prejudicar todo país”, considera.

Emmanuel disse que protesta contra essa ação ainda mais por estar sendo levada por pessoas envolvidas com corrupção, como é o caso de Eduardo Cunha. “O PMDB apoia o impeachment só para ver Temer sendo presidente. Vejam que o partido que ganhou a eleição com o PT, na mesma aliança, agora se vira contra Dilma. Repudio essa ação que querem fazer contra Dilma, contra a mulher brasileira, contra os trabalhadores desse país. Estão caçando a presidente sem ter crime de responsabilidade, inclusive o governador Jackson Barreto já se posicional contra esse golpe”, disse.

Ainda durante seu discurso Emmanuel destacou diversas melhorias que o país obteve em decorrência do governo do Partido dos Trabalhadores nos últimos anos. “As desigualdades diminuíram muito depois desse governo. Houve mais acesso a universidade, redução da pobreza, melhoria da saúde, diminuição da pobreza, entre diversas outras melhorias. Apoiar o impeachment é ficar contra o povo que elegeu Dilma nas urnas. O PMDB quer ser presidente sem eleição, o povo não votou em Temer, votou em Dilma”, conclui o petista.