13/04/16 - 18:00:58

REITOR DA UFS PARTICIPA DE DEBATE NA UNIVERSIDADE FEDERAL

A manhã desta quarta-feira, 13, foi de debate para os colaboradores do Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS). O reitor da UFS, Angelo Antoniolli, que concorre à reeleição ao cargo pela chapa Somos Todos UFS – Qualidade e Compromisso Social, esteve no Hospital para apresentar propostas, ouvir os colaboradores e esclarecer as dúvidas expostas.

A professora Iara Campelo, candidata a vice-reitora, também esteve presente. “A cada quatro anos a UFS se debruça na escolha do seu representante maior, colocamos o nosso nome para que possamos dar continuidade a um trabalho que já estamos realizando em prol do desenvolvimento da universidade em todos os seus campi. Essa continua sendo uma gestão pautada na construção coletiva, na inclusão e no diálogo intenso”, disse Angelo Antoniolli.

De acordo com o reitor, após a homologação do concurso para o HU de Lagarto, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) terá cerca de dois mil servidores federais atuando em Sergipe. “Isso gera emprego e renda e, obviamente, aquece a economia do Estado, pois serão mais de R$ 200 milhões por ano somente em salários pagos”, destacou. “A Ebserh foi estabelecida por um decreto do então presidente da República, e um dos seus princípios é que o atendimento deve ser 100% gratuito, dentro do Sistema Único de Saúde (SUS)”, disse. Angelo Antoniolli.

Destaque

O reitor ressaltou ainda algumas das ações que têm colocado o HU-UFS em destaque. “Como todos têm acompanhado pela mídia, o Brasil foi surpreendido pelos casos de microcefalia. Em um primeiro momento, Universidade Federal de Sergipe, Secretaria de Estado da Saúde e Hospital Universitário, em uma ação conjunta, organizaram um mutirão composto por profissionais de diversas especialidades na área da Saúde para atender a crianças nascidas com suspeita de microcefalia no estado de Sergipe, e esse atendimento continua ocorrendo até hoje, da melhor forma possível, dentro do HU, e com o esforço de diversos profissionais”, reconheceu.

“O HU vai entrar para a história de Sergipe por ter construído, de forma competente, apesar do pouco tempo que teve, uma matriz para esse tipo de atendimento”, complementou.

Obras

Um dos temas mencionados pelos participantes do debate foi a suspensão das obras que abrigarão a Unidade Materno Infantil e o Anexo Hospitalar. “O HU está se tornando um hospital de grande porte. As obras estão suspensas, tivemos problemas sérios com a falência das construtoras que estavam responsáveis por esses prédios, mas continuamos negociando recursos para a conclusão, o que certamente trará melhorias no atendimento prestado à população”, declarou.

Outros temas abordados durante o encontro foram os esforços para as implantações das residências médica e multiprofissional, além da telemedicina, uma conquista do Hospital Universitário. “Temos clareza dos caminhos que devemos seguir, estamos ouvindo a comunidade, os seus anseios, sempre numa missão clara de que a universidade deve estar na direção da sociedade, para que esta tenha de fato o resultado de uma prestação de bons serviços”, pontuou.

Andreza Azevedo