14/04/16 - 14:50:37

Geriatra fala sobre interdisciplinaridade no envelhecimento para alunos (Foto: Assessoria)

Por: Julie Braga

A médica Juliana Santana, do Espaço Ativo, abordou a importância da atuação de vários profissionais para uma terceira idade saudável

Na última terça-feira, 12, a geriatra Juliana Santana, do Espaço Ativo – Geriatria Integrada, participou da 10ª Semana de Extensão (Semex) da Unit, à convite da universidade. Com o tema “O papel da interdisciplinaridade no envelhecimento saudável”, a médica palestrou para alunos de diversos cursos da área de saúde.

Na palestra, que foi transmitida ao vivo para os mais de 30 polos da Unit no Nordeste, Dra. Juliana abordou o processo de envelhecimento sob o aspecto das necessidades do idoso. “É um processo intrínseco que abrange várias nuanças e questões e envolve várias perdas: sociais, emocionais, psicológicas. Para proporcionar um envelhecimento sadio, é preciso o trabalho integrado de vários profissionais”, ressalta.

Ainda de acordo com a médica, para manter ou recuperar a saúde do idoso, é condição sine qua non que a geriatria trabalhe com uma equipe interdisciplinar de profissionais, como fisioterapeuta, psicólogo, nutricionista, educador físico, fonoaudiólogo, assistente social, cuidador de idoso, entre outros.

Estudante do 8º período de Nutrição, Mell Ribeiro já percebeu a importância do tema para o exercício de sua profissão. “Estou estagiando em hospital e vejo a importância da equipe interdisciplinar para o tratamento de idosos. Converso com médicos residentes e trocamos várias ideias sobre o assunto”, conta.

Já para Rogério Freire, aluno do 4º período de Enfermagem, o trabalho em conjunto de diversos profissionais em prol da saúde do idoso é ainda uma novidade. “Fiquei curioso pelo tema da palestra e acho que ele irá me ajudar muito na profissão”, considera.

Para Dra. Juliana Santana, é fundamental mostrar a importância da atuação de uma equipe interdisciplinar para o processo de envelhecimento saudável e ativo. “O mundo está envelhecendo. O número de idosos vai duplicar nos próximos dez anos. Devemos formar os profissionais que atuarão neste futuro próximo, prepará-los para lidar com o idoso e apresentar-lhes suas peculiaridades. Esta é uma área que precisa de mais profissionais e mais especialização. É muito importante chamar a atenção agora dessa demanda que está surgindo”, destaca a geriatra.