20/04/16 - 07:27:06

Centro Cultural de Aracaju irá comemorar o Dia do Índio (Foto: Divulgação)

 

Em comemoração ao Dia do Índio, o Centro Cultural de Aracaju (antiga Alfândega), unidade da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), irá realizar nesta quarta-feira, 20, uma tarde de palestras sobre o tema. A ocasião contará com a presença do cacique da Tribo Xocó, localizada em Ilha de São Pedro em Porto da Folha e da professora de história, Patrícia Siqueira.

Alunos das escolas Mágica do Saber e Prepara Curso, foram convidados para participar do evento. Além da fala do cacique, que palestrará sobre a história de sua tribo, será exibido um vídeo mostrando a dança tradicional dos Xocós, que é o Toré, e a professora falará da pesquisa realizada sobre índios em Sergipe.

Tribo Xocó

Remanescentes de outros grupos indígenas, os Xocós é o único grupo encontrado atualmente em Sergipe. A comunidade, que foi identificada pelos jesuítas no século XVI, acabou sendo expulsa de lá, voltando apenas em 1979 onde foi fundada a aldeia. Apenas nos anos 90, a Fundação Nacional do Índio (FUNAI) reconheceu a Caiçara, anexando a Ilha de São Pedro, criando assim a terra indígena da etnia Xoko.

Toré

O Toré significa “Som Sagrado” e é um conjunto de cantos e danças indígenas que expressa os acontecimentos históricos e culturais apresentando em forma de arte os fenômenos naturais do universo tribal. Existem duas modalidades: o chamado Toré “de roupa” é uma simples forma de folguedo, que pode ser dançado em qualquer festa com roupas comuns. Já o Toré mais ritualizado, o “de búzios”, é feito para ocasiões especiais.

Por: Camilla Araújo