30/04/16 - 05:40:32

REUNIÃO REALIZADA EM ARACAJU DISCUTE CENÁRIO GRÁFICO

O evento reuniu representantes dos sindicatos das indústrias gráficas do país inteiro que passaram o dia em discussão sobre o mercado

Para debater sobre a realidade das empresas do segmento gráfico no Brasil os representantes de 22 estados brasileiros, entre líderes de Sindicatos gráficos estaduais e das ABIGRAFs regionais, se reuniram na 52º edição da Assembleia Geral Ordinária da Associação Brasileira de Gráficas – ABIGRAF, realizada nesta quinta-feira (29), na sede da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES).

O empresário e presidente da FIES, Eduardo Prado de Oliveira, fez a abertura do evento saudando os convidados. Além disso, participou também o ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Albano Franco, que discursou sobre a importância da indústria gráfica para o desenvolvimento do país, e o deputado federal, André Moura (PSC), que falou sobre as ações políticas que influenciam diretamente o mercado gráfico e como a Câmara dos Deputados tem trabalhado em prol do setor.

O presidente da diretoria executiva da ABIGRAF Nacional, Levi Ceregato, destacou “O Brasil é um dos países autossuficientes em papel porque aqui a gente tem o privilégio de ter um clima favorável. Não precisamos importar em grande quantidade uma vez que a oferta supera a demanda. O nosso único problema é realmente o preço do papel nacional, que o custo é muito alto, e importar tem ficado mais caro por conta do câmbio”.

O presidente do Sindicato das Indústrias Gráficas do Estado de Sergipe (SIGES), Walter Castro, afirmou se sentir orgulhoso pela primeira edição do evento no estado de Sergipe, ainda mais pelo momento difícil que o segmento tem passado juntamente com a economia brasileira. Castro destacou ainda que discussões como essa fortalecem a indústria gráfica.

O presidente da Confederação Latino-Americana da Indústria Gráfica, Fábio Arruda, crê na competitividade para o segmento sair desse momento conturbado. “A indústria gráfica latino-americana e brasileira está muito bem preparada. Foram bilhões de dólares investidos nos últimos 10 anos para torná-la muito competitiva”, destacou Arruda.

A assembleia seguiu até as 17h00 e às 20h00 os empresários seguiram para um jantar em um restaurante da capital sergipana.

Por: Kamilla Ribeiro