17/05/16 - 05:52:00

ARACAJU RECEBE MUTIRÃO PARA AVALIAÇÃO PULMONAR

População terá acesso ao exame que detecta a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC). Com o diagnóstico precoce e o tratamento correto é possível controlar os sintomas

16 de maio de 2016 – Aracajú receberá mutirão de espirometria no dia dia 21 de maio, exame que detecta a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), denominação usada para classificar a bronquite crônica e o enfisema pulmonar. A iniciativa é promovida pelo Hospital Universitário e pela Sociedade Sergipana de Pneumologia com apoio da companhia farmacêutica Boehringer Ingelheim. A expectativa é de atender 200 pacientes.

A primeira avaliação é uma triagem que seleciona os pacientes com maior probabilidade de apresentar a doença e direciona para o exame de espirometria, conhecido também como “teste do sopro”. Esse procedimento permite medir a quantidade de ar que entra e sai dos pulmões, de forma que caso o paciente esteja fora dos padrões normais para sua idade, ele será encaminhado para o CASE – Centro de Atenção a Saúde de Sergipe, onde receberá atendimento médico e orientação para o tratamento mais adequado.

O diagnóstico precoce é fundamental para o tratamento adequado da DPOC, doença que anualmente causa cerca de 40 mil mortes no Brasil1. Os primeiros sinais (cansaço, tosse, pigarro e falta de ar) são confundidos com sinais do envelhecimento, fazendo com que o diagnóstico preciso seja feito quando o pulmão do paciente já está bastante comprometido².

Serviço – Mutirão de espirometria em Aracajú

Os interessados em participar devem ir ao local indicado abaixo na data e horários de atendimento. Não é necessário agendamento prévio para participar do mutirão. Senhas de atendimento serão entregues no dia do evento por ordem de chegada.

Aracajú

Local: Ambulatório de Pneumologia do Hospital Universitário de Aracaju

Endereço: Rua Cláudio Batista, s/n – Cidade Nova, Aracaju – SE, 49060-108

Data: 21/05/2016

Horário: 8h às 14h, para as primeiras 200 senhas distribuídas no local.

Sobre a DPOC

A OMS projeta que em 2020 a DPOC será a terceira causa de morte no mundo3.  A DPOC atinge 210 milhões de pessoas, um em cada dois brasileiros nunca ouviu falar da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), enfermidade que atinge 7 milhões de pessoas no país e é a 4ª causa de morte no mundo4. Causada principalmente pelo tabagismo, a DPOC leva à dificuldade de respirar e ao cansaço progressivo e constante, impossibilitando uma série de atividades de rotina. Todos os anos, a DPOC leva a óbito cerca de 40 mil brasileiros, o equivalente a quatro pacientes por hora, segundo dados do Ministério da Saúde. A doença custa aos cofres públicos aproximadamente R$ 100 milhões por ano3.

A Boehringer Ingelheim

O Grupo Boehringer Ingelheim é uma das 20 principais farmacêuticas do mundo. Com sede em Ingelheim, na Alemanha, a companhia opera globalmente com 145 afiliadas e com um quadro de mais de 47.500 funcionários. Há 130 anos, a empresa familiar mantém o compromisso com pesquisa, desenvolvimento, fabricação e comercialização de novos medicamentos de alto valor terapêutico para a medicina humana e veterinária.

A responsabilidade social é um elemento importante da cultura empresarial da Boehringer Ingelheim, o que inclui o envolvimento global em projetos sociais como o “Mais Saúde” e a preocupação com seus colaboradores em todo o mundo. Respeito, oportunidades iguais e o equilíbrio entre carreira e vida familiar formam a base da gestão da empresa, que busca a proteção e a sustentabilidade ambiental em tudo o que faz.

Em 2015, a Boehringer Ingelheim obteve vendas líquidas de cerca de 14,8 bilhões de euros e investiu 20,3% do faturamento em pesquisa e desenvolvimento.

No Brasil, a Boehringer Ingelheim possui um escritório em São Paulo e uma fábrica em Itapecerica da Serra. Há 60 anos no país, a companhia estabelece parcerias com instituições locais e internacionais que promovem o desenvolvimento educacional, social e profissional da população.

Fernanda Nascimento

Fonte: Edelman Significativa