17/05/16 - 13:52:06

CÂMARA TRATA SOBRE O DIA MUNICIPAL DE COMBATE A HOMOFOBIA

 

Por: Nailton Andrade

Marcelo Tribuna Livre A Câmara Municipal de Aracaju (CMA) realizou Tribuna Livre nesta terça-feira (17) para tratar do Dia Municipal de Combate a Homofobia, cuja Lei 3.461/2007, de autoria da ex-vereadora Rosangela Santana (PT), foi sancionada pelo prefeito Edvaldo Nogueira, em agosto de 2007. a exposição ficou a cargo do presidenteda Associação de Defesa Homossexual de Sergipe (Adhons), Marcelo Lima de Menezes.

“Esse é um momento muito importante e eu quero agradecer ao presidente Vinicius Porto e demais vereadores desta Casa pela oportunidade de falar em nome de uma classe que, infelizmente, ainda não é respeitada em todos os seus direitos.  Estamos aqui  pedindo o poio dos senhores parlamentares, com a finalidade de resgatar o respeito à diversidade  sexual na cidade de Aracaju”, declarou Marcelo, ao ressaltar que sempre “a Casa porque sempre nos recebeu muito bem”.

Além de destacar a importância da data, que resulta na luta contra a comunidade Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT), Marcelo falou também do Projeto de Lei, de autoria da Vereadora Lucimara Passos (PCdoB), alterando o artigo da Lei 3.461/2017, que dispõe sobre o Dia Municipal contra a Homofobia, passando a vigorar como  o Dia Municipal contra a LGBTfobia. “Eu peço o apoio dos senhores, em nome de todos os amigos e pessoas que tiveram um parente homossexual assassinado. Eu acredito no Poder Municipal, eu acredito nos parlamentares desta Casa que vão nos ajudar no processo de luta no combate à violência contra essas comunidades. Em nome de todas as instituições de todos que fazem a luta pela vida quero dizer, somos diferentes, e independentes de ideologias, merecemos o direito a vida”, apelou.

Apartes

Em aparte, os vereadores enfatizaram o apoio ao importante trabalho da entidade e se comprometeram com o PL que tramita na Câmara, modificando a nomenclatura da data.  “Quando a gente solicita uma alteração da nomenclatura para dia de LGBTfobia, estamos procurando  alterar essa nomenclatura  para que possa atingir um maior número de pessoa.  Essa é uma necessidade que é urgente para que esse projeto seja votado o mais breve possível para que possamos trazer essa boa notícia a todas as pessoas que nos tem pedido esse apoio”, justificou Lucimara

“Durante todo tempo a CMA sempre apoiou esses segmento, na maioria das vezes, porque sabemos que esse é um segmento importante na sociedade. E estamos aqui para apoiar mais uma vez esse importante projeto”, falou Emmanuel Nascimento (PT)

“Quero parabenizar a todos que fazem a luta LGBtfobia, e dizer que todos têm o meu apoio integral, por entender que não é simples defender uma causa social tão importante quanto essa. Na nossa Lei Orgânica,  tem uma cláusula que proíbe qualquer tipo de discriminação. Portanto, nesse dia de combate  à homofobia, minha solidariedade a todos que lutam por essa causa”, ressaltou Iran Barbosa (PT)

Para Lucas Aribé (PSB), esse é um dia muito importante para que a sociedade brasileira tome uma atitude, refletindo as diferenças a e as desigualdades.  “Esse trato com as minorias é muito importante para que esse quadro de violência e preconceito acabe. Para isso, é necessário a união de toda sociedade e, principalmente, do poder público. Quero parabenizar a vocês pela luta e que estaremos ao dispor de todos”, ressaltou Aribé.

O vereador Roberto Morais (PR) também apoiou a luta da entidade. “É preciso também fazer a diferença entre crime e agressão contra o que se acha de diferente. Somos contra qualquer tipo de violência, sabemos que o Brasil é campeão em crimes contra homossexuais. Não podemos nos dobrar a isso.  Por isso esse projeto vai ajudar a trazer respaldo  para que as pessoas  venham a evitar violência. Todos contem com a bancada evangélica desse parlamento.Tudo que  possa a contribuir contra a violência, estamos aqui para contribuir”, disse Roberto.