18/05/16 - 06:02:01

14ª Semana Nacional de Museus é aberta com mesa redonda (Foto:Ascom/Funcaju)

Na manhã desta terça-feira, 17, o Centro Cultural de Aracaju (antiga alfândega), unidade da Fundação Cultural cidade de Aracaju (Funcaju), recebeu a 14ª Semana Nacional de Museus, que é realizada pelo Instituto Nacional de Museus (Ibram). O evento que trouxe como tema “Este Rio é Meu” teve sua abertura composta por uma mesa redonda, na qual doutores especialistas em aspectos econômicos, geográficos, sociais e ambientais debateram sobre a importância do rio Sergipe e seus afluentes para sociedade sergipana.

Para presidente da Funcaju, Aglaé Fontes, a escolha do tema foi maravilhosa porque o rio tem a possibilidade de nos proporcionar linguagens diversificadas “Em meu ponto de vista, é de grande importância a utilização do tema, pois o rio é algo que está a nossa frente e não podemos deixar de perceber que ele nos possibilita trabalhar várias linguagens”, explica.

Com o tema “Paisagem da jornada: A evolução do Rio Sergipe e a formação da cidade de Aracaju”, a professora da Universidade Federal Lilían Wanderley teve a intenção de ampliar os conhecimentos de quem esteve presente. “Os sergipanos precisam conhecer o rio Sergipe, os aracajuanos mais ainda. Devemos realizar mais atividades como essas para que não deixemos nunca de falar desse rio, mesmo porque ele se faz presente de tal maneira que não te deixa parar de pensar nele”, fala.

Secretário de meio ambiente, promotor de justiça e também professor da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Dr. Eduardo Matos levou para o debate a relação de equilíbrio do direito aplicado no meio ambiente, em que trabalhou a sensibilidade que o cidadão deve ter com o lugar onde reside. “O tema “Este Rio é Meu” é de bastante significação porque nos remete a refletir sobre a importância do rio, a vida que existe nele e que é por obrigação que todos nós devemos cuidar e zelar dos nossos rios. É algo que mexe com o imaginário e responsabilidade de cada um”, relatou.

Quem também esteve presente e completando a mesa redonda foi o pesquisador e professor da Universidade Federal de Sergipe (UFS) Dr. Samuel Albuquerque que levou a discussão o tema “Sergipe, um rio de histórias: Felisbello Freire e a localização da primitiva São Cristóvão” que se trata de estudos da São Cristóvão primitiva que esteve localizada na região de Cotinguiba. “Aqui vou abrir um processo de discussão sobre a história de Sergipe, mostrar a primitiva de São Cristóvão, antes de se estabelecer no vale do Vaza Barris, ela esteve localizada aqui, e só com um passar do tempo ela migra para região do Vaza Barris, deixando a região do Continguiba como era chamada”.

A estudante de gestão de turismo Beatriz Lelis conta que o debate foi muito importante e que sairá com uma carga de aprendizado muito mais elevada depois dos assuntos abordados na mesa redonda. “Foi um evento maravilhoso, no qual pude adquirir novos conhecimentos e que no próximo estarei presente mais uma vez para ver mais coisas que venham me acrescentar”, concluiu.

A Semana Nacional de Museus acontece até amanhã, 18, no Centro Cultural confira a programação:

18 DE maio

9h- Teatro ‘‘João Costa”

Palestra- ‘‘Histórias de águas e de gente”

Profª. Aglaé Fontes

Palestra- ‘‘ Passeando no rio”

Profº. Paulo Cezar Oliveira

MESA REDONDA: ‘‘ O que o rio nos dá”

Conversa com marisqueiros, canoeiro e pescadores.

15h- Exibição do documentário: Marisqueiras

Com a presença da diretora Jade Morares

Fonte: AAN