19/05/16 - 06:58:54

O blog Papamike escreve: O despertar de dois gigantes (Foto divulgação)

O despertar de dois gigantes

Saudações, bípedes!

Diferente do que vimos em outros tempos, uma aparente união paira sobre policiais e bombeiros militares. Na manhã desta quarta-feira os Comandantes Gerais da Polícia Militar (Marcony Cabral) e do Corpo de Bombeiros Militar (Regnaldo Dórea) se reuniram com representantes de diversas associações de classe no Quartel de Comando Geral para mais uma reunião cuja pauta girou em torno das aspirações dos servidores públicos militares.

Embora algumas pessoas tenham achado que o encontro seria para reprimir um movimento de conscientização popular acerca dos principais pleitos dos operadores de segurança pública, ele serviu para que os gestores das instituições expusessem seus esforços junto ao Governo do Estado para buscar melhorias às suas tropas, e ouvir as opiniões e anseios dos representantes, que avaliaram como positiva a reunião.

As principais reivindicações giram em torno da aprovação de um projeto costurado a muitas mãos, que se traduz em uma nova política de promoções – os militares pedem a promoção por tempo de serviço, semelhante ao que ocorre nas diversas polícias militares brasileiras – e na aprovação de uma proposta de subsídio. Ressaltam que não são duas, mas apenas uma proposta, pois entendem que, para que tenham um plano de carreira sólido e moderno, precisam destas duas conquistas juntas, e que uma não funcionará sem a outra.

O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar, em seus 181 anos de existência (lembramos que até alguns anos atrás, os Bombeiros integravam a PM) padeceram de dissidências sempre que buscavam melhorias, mas parece que desta vez a classe está unida. O projeto está transitando em todos os setores, da mais alta patente aos soldados mais modernos. Todos têm constatado nas diversas reuniões que há ordem e respeito mútuo, e que o Governo não foi eleito, desta vez, como inimigo dos servidores, mas como um parceiro com quem se negocia para atingir os anseios de seus comandados.

Outras demandas históricas foram discutidas, como a observação do princípio constitucional da inocência e da adoção do nível superior para ingresso. Uma caminhada está prevista pelas associações para a tarde desta quinta-feira, e os representantes fizeram ainda questão de destacar o caráter pacífico e ordeiro de suas manifestações. O caminho natural para as conquistas passa pelo convencimento da autoridade maior do Estado, e tudo que os integrantes do movimento pedem é a sensibilidade para com a classe e a oportunidade de expor tecnicamente suas demandas. Desta vez, parece que estão sendo ouvidos.

Os comandantes das duas instituições firmaram em ata o compromisso mútuo de não medir esforços na busca de melhorias, e de manter a transparência com seus comandados nas tratativas com o Governo. Bons ventos estão soprando por estas paragens…

Abertas inscrições para cursos da Senasp/Ministério da Justiça

Para quem estiver com vontade de dar uma turbinada no currículo, a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Ministério da Justiça) está com inscrições abertas para 66 cursos à distância. Policiais civis e militares, agentes penitenciários, guardas municipais, bombeiros e peritos tem à sua disposição a ferramenta de capacitação técnico-profissional, e poderão frequentar cursos com carga horária de até 60 horas que podem ser aproveitados na formação acadêmica e no processo de promoção de várias carreiras. Corram, as inscrições acabam dia 20 de maio (também conhecido como amanhã) e podem ser feitas aqui. Não cochile.

Economia do Crime

Já em 1968, o economista Gary Becker atestou que a decisão de cometer ou não um delito resulta de um processo onde o criminoso confronta os potenciais ganhos decorrentes da atividade, o valor da punição e as probabilidades de detenção e/ou aprisionamento. Como os ganhos dependem do apetite do marginal, o atual afrouxamento das punições, associadas à grande probabilidade de retorno rápido às ruas (caso a prisão ocorra), cada vez mais pessoas estão partindo para o mundo do crime, movidas ainda por suas índoles perversas, segundo este pensamento. Nestes momentos, lembramo-nos de certo “pica-pau”, um adolescente que aos 16 anos já havia cometido mais de uma centena de crimes diversos e sido apreendido mais de 35 vezes. O pequeno delinquente dizia que valia a pena cometer crimes, pois ficava pouco tempo preso e logo voltava ao “trabalho”. Acrescentava que não pretendia melhorar seu comportamento quando atingisse a maioridade, pois os adultos ficavam presos “só um pouquinho mais”. Becker recebeu o Prêmio Nobel de Economia em 1992.

Porte de arma para advogados

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados aprovou porte de arma para advogados, previsto no Projeto de Lei 704/15, do Deputado Ronaldo Benedet (PMDB/SC). O porte é para defesa pessoal, condicionado a requisitos do Estatuto do Desarmamento. A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania.

Policiais franceses protestam contra a violência… contra a própria polícia!

Policiais franceses tomaram as ruas de cerca de 60 cidades em seu país ontem (18 de maio), para protestar contra a violência a eles direcionada na onda de protestos em desfavor do governo (qualquer semelhança NÃO é mera coincidência). Em Paris, centenas de agentes de policia foram confrontados por opositores que chegaram entoando o grito “todo mundo odeia a polícia!”, e atearam fogo em um carro da corporação que estava estacionado.

Os policiais denunciam uma escalada de violência nos protestos dos trabalhadores, onde algumas pessoas incitavam os policiais para o confronto e os ameaçavam com paus e barras de ferro, sabendo que é complicado para a polícia isolá-los e prendê-los no meio da multidão sem causar efeitos colaterais danosos. O presidente francês Francois Hollande disse que mais de 350 policiais ficaram feridos nos protestos, e o próprio diretor geral da polícia afirmou que é uma pequena parcela que pratica o ódio contra agentes da lei, mas que são muito violentos.

Divulgar em rede social sem ir a policia

A popularização frenética das redes sociais continua a produzir pérolas. Cada vez mais pessoas postam em seus perfis e redes algum ilícito cometido contra eles ou a conhecidos, pedindo que todos compartilhem até chegar às autoridades. Seria bem mais simples e certamente mais eficiente que estes mesmos ativistas do ciberespaço remetessem diretamente aos representantes da lei suas denúncias. Da próxima vez que tropeçar em um caboclo com tais ideias, experimente sugerir que ele se dirija a uma delegacia, a uma equipe da PMSE ou ao Ministério Público.

Crianças exploradas sexualmente em Sergipe

          Números divulgados pela Secretaria de Segurança revelam crimes silenciosos e que marcarão para sempre muitas vidas: nos primeiros quatro meses do ano, foram registrados 382 boletins de ocorrência relativos a casos de exploração sexual de crianças e adolescentes sergipanos. Como é de conhecimento de todos, ainda existem muitos casos que não chegam ao conhecimento da polícia, seja por vergonha, preconceito, tabu ou ameaça.

Recentemente acompanhamos casos emblemáticos, como o do pai em São Cristóvão que trocou a virgindade da filha, abusada ao menos duas vezes por semana, por uma vaca. Ou de Adailton Costa Araújo, preso em Minas Gerais por espancamento e estupro da própria prima de 12 anos, ocorrido em 2009 em Santa Luzia do Itanhy. A decepcionante realidade é que a maior parte dos estupros é cometida por pais, padrastos ou pessoas próximas às vítimas.

Em tempos de exacerbada busca pelo visual sedutor, de mensagens explícitas ou subliminares constantes, de sexo livre e sem compromisso e de distanciamento de relações familiares, é muito importante que identifiquemos comportamentos estranhos, incomuns a uma relação sadia entre familiares e pessoas próximas. Não vacile com suas crianças.

Nas redes sociais

Bárbara Libório:

Legalização dos jogos de azar para aumentar as receitas. Faz dois anos que faltam dois meses para eu voltar ao Brasil. Vou chegar e bingo na rua vai ser tão normal quanto na Espanha.”

Claudio Beato:

Como não reformar as polícias? O Brasil vive hoje uma situação paradoxal, quase esquizofrênica.”

José Antonio Lima:

Seis dias depois do impeachment, o Senado voltou a discutir a redução da maioridade penal.”

Cecília Oliveira:

Em São José do Rio Preto, Juiz absolve delegado acusado de estuprar a própria neta. Resistência Inerte.”

Hélio de La Peña:

Com pena de Zé Dirceu. A pena é de 23 anos.”

Fonte: http://www.papamike.org/2016/05/despertar-de-dois-gigantes.html?m=1