19/05/16 - 11:19:30

SSP APRESENTA DOIS ACUSADOS DE ATIRAR CONTRA POLICIAL CIVIL

Uma ação rápida realizada no final da tarde dessa quarta-feira, 18, por policiais civis da Coordenadoria de Polícia Civil da Capital (COPCAL) e do Grupo Especial de Repressão e Busca (GERB), resultou na prisão de José Francisco Santos, acusado de tentar matar o policial civil André Luiz Agrelle, durante um assalto cometido na manhã de ontem, no bairro Siqueira Campos. Na ocasião, também foram presos Gladston Roberto Oliveira Santos Silva, mais conhecido como ‘Neném’, 30 anos, e Willames dos Santos Silva, 27 anos, acusados de envolvimento no crime.

Em entrevista coletiva realizada na manhã desta quinta-feira, 19, na sede da Secretaria de Segurança Pública (SSP/SE), o delegado André Baronto, coordenador da operação, detalhou a investigação que culminou na prisão de José Francisco e na participação dos outros dois envolvidos.

André Baronto“Por volta das 09h30, o policial civil transitava pelo bairro quando foi abordado por José Francisco, que anunciou o assalto. Nesse momento, o agente acabou reagindo, iniciando um confronto com o infrator. Na troca de tiros, o policial foi alvejado com dois tiros e socorrido, sendo encaminhado ao Nestor Piva. A partir da possibilidade de que José Francisco também tivesse sido atingido pelos disparos, nossas equipes entraram em campo no sentido de verificar a entrada de algum indivíduo alvejado no Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE). Com a confirmação da entrada do paciente no HUSE, os policiais civis se dirigiram até a unidade hospitalar e colheram imagens do acusado, que foi prontamente reconhecido pela vítima como sendo o autor dos disparos”, explicou Baronto.

Ainda durante as diligências, os policiais se dirigiram à residência de Gladston, acusado de ser o proprietário da arma de fogo utilizada no crime. “Ainda durante as investigações, constatamos que o Gladston seria o responsável por alugar a arma de fogo não apenas para o José Francisco, como para outros criminosos. O pagamento do aluguel era feito através dos produtos provenientes dos delitos”, salientou Baronto. Na abordagem ao imóvel, o suspeito foi localizado com o revólver calibre 38 utilizado por José Francisco.

Sobre a participação de Willames nas atividades criminosas do grupo, o delegado destaca que ele era o responsável por esconder os objetos roubados em sua residência: “Gladsont repassava os objetos roubados para o Willames, que escondia os materiais em sua residência por ser um local de difícil acesso. Ele atuava como receptador dessas mercadorias. Com ele apreendemos o aparelho de telefone celular roubado do policial, além de outros dois que teriam sido roubados no mesmo dia”.

Durante a operação, ainda foram apreendidos quatro munições de calibre 38, certa quantidade de maconha, além da motocicleta com restrição de roubo utilizada na prática do crime.

“Infelizmente o policial acabou sofrendo os ferimentos, mas graças a Deus está fora de perigo. Agora, após essa ação rápida das equipes, daremos continuidade às investigações no sentido de verificar o envolvimento de outras pessoas envolvidas. Caso sejam identificadas, também vão responderão aos crimes praticados”, concluiu André Baronto.

Fonte: Ascom SSP