19/05/16 - 11:34:37

Secult promove posse do Comitê Gestor do Sistema Estadual de Museus (Foto ascom)

A Secretaria de Estado da Cultura (Secult), promoveu na última quarta-feira, 18, a cerimônia de posse do Comitê Gestor do Sistema Estadual de Museus, que terá o papel de gerir e dar visibilidade as atividades museológicas e aos Museus de Sergipe.  A solenidade que foi realizada no Espaço Multieventos do Palácio-Museu Olímpio Campos também marcou o Dia Internacional dos Museus e fez parte da 14° Semana dos Museus.

O Comitê é formado por representantes de órgãos e instituições ligadas à museologia, dentre eles, um representante da Secult, Diretores de museus e memoriais mantidos pelo Governo do Estado, um representante da Universidade Federal de Sergipe (UFS), um representante Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe (IHGS), um representante vinculado aos museus dos municípios localizados no interior do Estado, um representante de um museu privado ou de economia mista, um representante de organizações, grupos étnicos, ecomuseus e etc.

Na abertura da cerimônia, o secretário de Estado da Cultura, Irineu Fontes, destacou a importância da existência de um comitê para o gerenciamento dos museus sergipanos juntamente com a Secult. “Nós temos uma política em que quem conhece de fato os problemas de cada setor deve assumir esse papel de cuidar dele juntamente com a Secult, e o Comitê do Sistema Estadual tem essa importante responsabilidade”, explicou.

Representando a Secult dentro do Comitê Gestor, Marta Soraya Andrade explicou que o Sistema Estadual de Museus tem como objetivo através do Comitê Gestor motivar a política museal. “O Comitê agrega instituições públicas e privadas, de diversos segmentos, para assim delinear, conduzir e motivar as políticas museológicas”, afirmou.

Para a representante do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe (IHGS), Lívia Borges, a principal função do Comitê é congregar as ações dos museus dentro de Sergipe. “O Comitê tem a intenção por em prática a comunicação entre os museus públicos e particulares por meio dos representantes de cada segmento, e com isso fazer com que eles interajam e realizem atividades conjuntas”, acredita.

Após a cerimônia de posse, os grupos Um Quê de Negritude e o grupo de capoeira da Associação Brasileira de Capoeira Irmão Unidos – Mestre Pantera se apresentaram na área externa do Palácio-Museu Olímpio Campos.

Ascom / Sec. de Estado da Cultura