25/05/16 - 07:56:56

Maqueiros do Huse participam de treinamento em Suporte Básico (Foto SES)

O objetivo foi habilitar os profissionais a prestarem o primeiro atendimento básico, auxiliando a equipe multiprofissional quando necessário e, assim, assegurando uma melhor assistência aos usuários

Humanização e acolhimento da porta de entrada do hospital até a alta médica. Assim é o trabalho do maqueiro, responsável por conduzir a pessoa internada aos leitos e centro cirúrgico, ou ainda para realização de exames e transferências. Pensando nesse serviço e no contato direto que os profissionais têm com o paciente, a superintendência do Hospital de Urgências de Sergipe (Huse), por meio da Coordenação Administrativa e Núcleo de Educação Permanente (NEP), realizou no último final de semana, mais uma edição do treinamento de Suporte Básico de Vida “Basic Life Support (BLS)“ para os maqueiros da unidade.

O objetivo foi habilitar os profissionais a prestarem o primeiro atendimento básico, auxiliando a equipe multiprofissional quando necessário e, assim, assegurando uma melhor assistência aos usuários, visto que esta categoria é fundamental para o desenvolvimento dos processos de trabalho no hospital. “O treinamento ocorreu em parceria com a Escola Técnica de Enfermagem Santa Bárbara, onde foram contempladas aulas teóricas e práticas que simulavam situações presentes na rotina dessa profissão”, explicou a enfermeira e gerente do NEP, Milena Leite.

A superintendente interina do Huse, Aline Bastos, apoiou a realização da ação, destacando a importância dela para a qualificação dos maqueiros. “Eles são os primeiros profissionais que o paciente tem contato logo que chegam ao hospital. Por isso, prepará-los para esse acolhimento é fundamental. Vamos apoiar sempre essas iniciativas em educação permanente, pois elas só refletem em avanços, tanto na qualidade de atendimento quanto ao conhecimento técnico da equipe”, completou.

Aprendizado

O maqueiro Maurício Santiago, que trabalha há sete anos no hospital, conta o que aprendeu no treinamento. “Foi o melhor que já participei em todos esses anos, bastante completo. Aprendi como conduzir um paciente de urgência que chega em estado crítico de saúde e necessita de atendimento. Fizemos simulações para pacientes epiléticos, com convulsão, sinais vitais, engasgo e vítimas de arma branca. Foram muitas simulações e o aprendizado foi enriquecedor”, avaliou.

“Aprendi muita coisa importante para ajudar a salvar uma vida. Como proceder com uma vítima de afogamento, massagem cardíaca, verificar sinais vitais, entre outros. Tenho certeza que vou usar esses ensinamentos tanto aqui dentro do Huse, quanto lá fora, se um dia precisar”, disse o maqueiro Fernando Aquino.

Já para o maqueiro Jocelino Souza, que trabalha há dois anos e meio no hospital, o curso foi muito satisfatório. “Não vou ficar com esses conhecimentos só pra mim. Além de utilizá-los aqui no pronto socorro, caso seja necessário, já expliquei algumas coisas para minha família. Espero que aconteça mais vezes esses treinamentos”, enfatizou.

Responsabilidade

O Huse conta com uma Central de Maqueiros e algumas mudanças foram essenciais para uma maior eficiência do serviço e qualidade no atendimento a funcionários e, principalmente, aos pacientes. O hospital dispõe de 44 profissionais que realizam o trabalho com responsabilidade e amor pela profissão, como afirma a referência técnica da supervisão administrativa e responsável pelo setor, Geovânio Matos. “Essa foi uma forma deles adquirirem novos conhecimentos e terem responsabilidade com o que fazem na área da saúde. Estamos programando novos encontros para cada semestre, com cursos e palestras”, concluiu, parabenizando a realização do treinamento.

Fonte: SES