26/05/16 - 15:41:03

Documento entregue por senadores de Sergipe a Temer foi ‘muito realista

O documento entregue ao presidente Michel Temer pelos três senadores da República – Eduardo Amorim (PSC), Ricardo Franco (DEM) e Antônio Carlos Valadares (PSB) – foi considerado “muita realista” por todos eles. Revela as dificuldades do Brasil com o déficit inédito de R$ 170 bi.

Os senadores sergipanos acreditam “que o país vencerá essa questão com uma política de austeridade fiscal responsável”. Alguns projetos como o “Xingó”, já fazem parte dos planos do governo. O ministro da Integração, Helder Barbalho (PMDB) fez questão de dizer que o projeto Xingó “é uma obra estruturante”.

O ministro apresentou uma síntese, afirmando que até o final deste ano o pré-projeto da obra estará pronto para ser licitado no início de 2017. O Ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, falou que as obras do seu setor só poderão começar ou ter continuidade com o aporte de novos recursos, os quais terão que passar pelo Congresso, mas destacou a importância das BR101 e 235 no Estado de Sergipe pela expansão desenvolvimentista que criam para a região.

As demais prioridades, o presidente assinou e fez o encaminhamento das propostas aos ministérios específicos, como contribuição às metas de seu Governo.

Integra do documento

Senhor Presidente Michel Temer,

No momento em que Vossa Excelência assume, nessa fase de aguda crise econômica, política e ética, a direção de nosso país como presidente interino, vimos manifestar-lhe o nosso mais sincero desejo de que possa alcançar, em seu período de governo, os mais elevados objetivos em favor do povo brasileiro.

Trilhando o caminho da democracia, como instrumento de preservação de conquistas originárias da luta e do sacrifício dos que construíram o Brasil – sempre reverenciado e admirado em todo o mundo ao longo de tantos momentos grandiosos de nossa história-, confiamos no discernimento e na capacidade política de Vossa Excelência para vencer a crise em que estamos mergulhados, visando a criação de um ambiente saudável à retomada do desenvolvimento econômico e da paz social.

Para que a Nação consiga ultrapassar essa situação difícil e complexa com que se defronta, entendemos ser imperativa a união de todos os que direta ou indiretamente possam ajudar a readquirir a confiança perdida, no âmbito do Congresso e da sociedade civil.

Temos que voltar a crescer com a reconquista da credibilidade interna e externa, encorajando com o apoio e estímulo as forças vivas da Nação, os empreendedores e à classe empresarial a retornarem à capacidade, que nunca lhes faltou, de inovar, construir e produzir, com vistas ao crescimento econômico que nos conduza à geração de emprego e renda, a continuidade dos programas de distribuição de renda e a redução da pobreza.

Sabemos que esse sonho, acalentado por nossa geração para assegurar no futuro uma vida melhor para todos, não pode ser missão de um homem só, o presidente da República, mas deve resultar de um esforço coletivo no qual cada um compreenda a sua parte e o que deve fazer pelo Brasil.

É com base nesse ideal de bem servir à nossa Pátria, acreditando na ação de Vossa Excelência para liderar uma nova era de reconstrução nacional, como representantes do valoroso Estado de Sergipe no Senado Federal, estamos a expressar o nosso apoio em hora tão difícil para que, através de nossa colaboração movida exclusivamente pelo interesse público, possamos todos juntos recolocar o Brasil no rumo do desenvolvimento e da reconquista da credibilidade internacional.

Com as medidas em caráter emergencial que, por certo, serão tomadas por seu governo para a correção do déficit sem precedentes de cerca de R$ 170 bilhões, aguardamos e confiamos que a normalidade do setor público seja vitoriosa, que os recursos voltem a fluir, e que as obras de infraestrutura sejam tocadas, o que será benéfico para a União e demais entes federados.

Nesse sentido, compreendendo as dificuldades geradas pela crise, mas que, acreditamos, haverão de ser vencidas há seu tempo, colocamos como prioridades para o Estado de Sergipe a realização das seguintes obras de infraestrutura:

  1. Construção do Canal de Xingó;
  2. Revitalização da Bacia do Rio São Francisco;
  3. Implantação pela Vale da Usina de Potássio para aproveitamento da reserva de carnalita existente em território sergipano;
  4. Continuidade das obras de duplicação da BR-101;
  5. Duplicação da BR-235;
  6. Construção do Hospital do Câncer;
  7. Implantação do Campus Universitário do Sertão, na cidade de Nossa Senhora da Glória.
  8. Continuidade das obras de ampliação da pista de pouso e construção do novo Terminal de Passageiros do Aeroporto Santa Maria.
  9. Continuidade das obras de Macrodrenagem da zona de Expansão e execução das obras de cobertura de todos os canais da cidade de Aracaju.
  10. Fortalecimento dos programas de habitação popular.

Estamos certos de que a alavancagem do desenvolvimento sergipano depende sem dúvida alguma da atuação do governo federal nas áreas acima descritas, algumas das quais em parceria com o Estado ou com a iniciativa privada, em benefício da causa comum que nos une, pelo fortalecimento não apenas de Sergipe como de toda a região Nordeste.

                        Atenciosamente,

Senador Antonio Carlos Valadares (PSB)

Senador Eduardo Amorim (PSC)

Senador Ricardo Franco (DEM)