27/05/16 - 15:45:01

Semente, fruto e memória na 14ª Semana de Museus em Aracaju (Foto: Liliane Dantas)

Memória é reserva de vida em seus diversos ciclos, cultura e movimento. O Museu da Gente Sergipana Governador Marcelo Déda recebeu na manhã da última terça-feira (24) a exposição “Museu Vivo: Reserva do Caju” da Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE).

A atividade é fruto da parceria entre a Embrapa, o Instituto Banese o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) na organização da 14ª Semana de Museus e que tem como tema, na edição de 2016, “Museus e Paisagens Culturais”.

Os visitantes que passaram pela instalação permanente ‘Nossos Leitos’ puderam ver de perto, no estande montado pela Embrapa, espécies nativas, culturas agrícolas e tecnologias sustentáveis desenvolvidas no campo experimental de Itaporanga d’Ajuda, onde se localiza a Reserva do Caju, a primeira reserva do patrimônio natural de uma empresa pública federal.

Mudas de mangaba, jenipapo e bromélias; culturas importantes para a região, como milho, feijão, arroz e girassol; frutos nativos como ouricuri e cambuí – todas essas maravilhas encheram os olhos e despertaram a curiosidade do grande número de pessoas que circularam pela exposição. As amostras do Laboratório de Cultura de Tecidos contaram com minúsculas plantas de coqueiros, orquídeas, abacaxi e jenipapo.

Pouca gente sabe, mas a mangabeira é a árvore símbolo do Estado de Sergipe, e esta informação ganhou destaque no decorrer da exposição. Além das amostras de miniaturas foram apresentadas ao público as tecnologias de controle biológico de pragas de coqueiros, técnica sustentável que utiliza os próprios inimigos naturais dos insetos, sem necessidade de aplicação de pesticidas.

Estudantes de todas as idades, inclusive universitários, grupos da terceira idade, profissionais da área e curiosos de plantão puderam ouvir as explanações do supervisor Saulo Coelho e da técnica Liliane Dantas, do Núcleo de Comunicação Organizacional da Embrapa.

Para a estudante Raianne Lavínia da Silva Rodrigues, 12 anos, a exposição foi uma oportunidade para entender melhor o funcionamento das plantas e animais. “Eu conheci muitos alimentos e insetos que eu nem sabia que existiam e o quanto eles são importantes para a nossa vida”, afirmou a estudante.

“Dá orgulho e uma sensação de missão cumprida desenvolver essa ação em parceria com o Museu da Gente Sergipana que é um dos principais meios de manutenção e conservação da identidade do sergipano. Com essa parceria a gente agrega à identidade social do nosso povo, os nossos ecossistemas e a nossa riqueza natural. Foi muito gratificante ver os visitantes, em especial as crianças, percebendo que tudo que eles vestem, comem, gostam e apreciam tem muita ciência e pesquisa envolvida para agregar valor e gerar produtos cada vez melhores”, declarou Saulo.

Debates

Na manhã de quarta-feira (25) ocorreu uma roda de conversa sobre paisagens culturais e ações educativas. Juntamente com representantes do Iphan e do Museu da Gente Sergipana, Saulo Coelho apresentou as ações do programa Embrapa & Escola, que promove ações de aproximação com o público estudantil por meio de visitas às áreas de pesquisa e conservação ambiental.  Coelho apresentou também o site “Contando Ciência na Web”, voltado para o público infanto-juvenil.

A 14ª Semana de Museus segue com um calendário de ações até este sábado (28) nas instalações do Museu da Gente Sergipana Governador Marcelo Déda, localizado na Rua Ivo do Prado, nº 398, Centro.

*Com informações da Assessoria de Comunicação do Museu da Gente Sergipana Governador Marcelo Déda

*Colaboração: Henrique Maynart – Estagiário em Jornalismo

Núcleo de Comunicação Organizacional

Embrapa Tabuleiros Costeiros