27/05/16 - 15:38:26

Agricultores conhecem técnicas de Plantio Direto (Foto: José Figueiroa)

Demonstração de uso de plantadeiras em Plantio Direto

Cerca de 150 pessoas, entre produtores rurais, técnicos, extensionistas e estudantes, participaram do dia de campo promovido pela Embrapa na terça-feira (24), em Frei Paulo, no Agreste Central Sergipano. Em foco, o Plantio Direto e a integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF) aplicada à agricultura familiar.

O evento ocorreu na propriedade do agricultor Seu Dernivaldo, na Comunidade Areias do Povoado Alagadiço, e contou com o apoio da Rede de Fomento em iLPF – que congrega as empresas Cocamar, John Deere, Parker, Syngenta e Dow AgroSciences –, da Prefeitura e Secretaria de Agricultura do Município de Frei Paulo, Emdagro e do Grupo de Interesse dos agricultores.

A programação envolveu palestras dos pesquisadores da Embrapa Tabuleiros Costeiros José Henrique Rangel, especialista em pastagens e forrageiras, que apresentou a integração Lavoura-Pecuária-Floresta, e Edson Patto Pacheco, especializado em ciências do solo, que explicou como funciona o sistema Plantio Direto. A fabricante de máquinas John Deere arrematou a atividade, com demonstração do funcionamento de plantadeiras e regulagem de implementos no Plantio Direto, tudo numa parcela da propriedade reservada para o evento.

Existem muitas técnicas específicas de iLPF para cada tipo de bioma e região, de acordo com clima, tipo de solo e outros fatores. Nesse dia de campo, o foco específico foi na aplicação de iLPF e do sistema de Plantio Direto com o objetivo de diminuir o impacto da agricultura e das máquinas agrícolas no solo. No Plantio Direto, a palha e os demais restos vegetais das culturas e safras são mantidos na superfície do solo, garantindo cobertura, retenção de umidade e sua proteção, além de evitar a erosão.

A Embrapa está muito empenhada em difundir em todo o território nacional o sistema iLPF, que consiste em explorar de forma sustentável a criação de gado combinada com o plantio de árvores e de cultura agrícolas, tudo de forma integrada e com técnicas de manejo específicas. Essa abordagem contribui para a redução do desmatamento e a diminuição das emissões de gases do efeito estufa na atmosfera.

A difusão da integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF) é uma das ações que compõem o Plano ABC (Agricultura de Baixo Carbono), coordenado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O pesquisador especializado em recursos florestais Lauro Nogueira Júnior, que coordenou o dia de campo, explica que o Agreste Sergipano se apresenta como um importante polo produtor de grãos, carne e leite do Nordeste. “Daí a importância de promover ações de transferência de tecnologias sustentáveis a todos o produtores dessa cadeia”, argumentou.

Iniciativas

A Embrapa e seus parceiros realizam, em 15 de junho, outro dia de campo com os mesmo temas, dessa vez tendo como público-alvo os médios e grandes produtores de grãos de Sergipe. A atividade acontece na cidade de Pinhão, que integra o polo produtor de milho do estado, um dos mais importantes do país.

No dia 20 de maio, no campo experimental Pedro Arle, mantido pela Embrapa em Frei Paulo, foi realizado um dia de campo para apresentar espécies arbóreas, nativas e forrageiras e como elas podem contribuir para a conservação do solo em sistemas de integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF). Participaram da atividade 40 agricultores, que passaram por duas estações de visitação de Unidades de Referência Tecnológica (URT) instaladas no campo para a observação, aprendizado e troca de experiências.

Na primeira estação, Lauro Nogueira apresentou árvores nativas, forrageiras e arbóreas e conservação do solo para o sistema iLPF. Na segunda, Henrique Rangel demonstrou as potencialidades da leguminosa gliricídia em diversos sistemas para iLPF.

Por: Saulo Coelho