01/06/16 - 07:16:44

Terra Dura, pra viver!

 

Localizado na periferia de Aracaju, o bairro Santa Maria é o exemplo melhor acabado de como o Estado condena o cidadão à miséria. Conhecida antes como Terra Dura, a localidade foi escolhida para abrigar migrantes do interior de Sergipe e moradores das primeiras favelas da capital. Desde a década de 80, o bairro recebe famílias sem qualquer renda ou ganhando no máximo um salário mínimo. Por muitos anos, o Estado só se fazia presente no Santa Maria através da Polícia. Também apareciam por lá os candidatos em época de campanha política. Estes prometiam mundos e fundos aos moradores em troca dos milhares de votos, mas desapareciam depois das eleições. Claro que, nos últimos anos, o governo estadual e a prefeitura têm feito fortes intervenções naquele bairro, porém vai demorar muito para os problemas crônicos serem reduzidos. A crescente violência, a precariedade dos serviços de saúde, iluminação pública, transporte escolar, creches, lazer e infra-estrutura habitacional, são problemas que não se revolvem de uma hora pra outra. Portanto, vamos continuar assistindo as megas operações policiais, como a realizada ontem e que resultou nas prisões de 17 acusados de praticarem crimes dentro e fora do Santa Maria, uma terra muito dura pra viver. Lastimável!

Tá no páreo

Adilson Júnior (PDT) deixou a Secretaria de Estado do Turismo e do Espore para disputar a Prefeitura de São Cristóvão. Ele e o irmão Fábio Henrique (PDT), prefeito de Socorro, querem que o PMDB indique o candidato a vice. Os pedetistas acham que o melhor nome para compor a chapa de Júnior é o de Marcos Santana (PMDB). O problema é que o peemedebista também pretende disputar o comando político da quarta cidade mais antiga do país.

Fim do boato

Com o término do prazo para desincompatibilização, acabou o boato de que Maria do Carmo Alves (DEM) se afastaria da Secretaria Municipal da Família e da Assistência Social para disputar a Prefeitura de Aracaju. Dona Maria vai continuar comandando o atendimento às famílias carentes da capital e, naturalmente, trabalhando pela reeleição do marido, o prefeito João Alves Filho (DEM).

Ficou pra depois

A cúpula do PT desmarcou a reunião agendada para hoje visando discutir as eleições em Aracaju. A decisão foi tomada depois que o governador Jackson Barreto (PMDB) resolveu empurrar com a barriga a escolha do pré-candidato a prefeito da capital. Tanto JB quanto os petistas estão na dúvida entre os prefeituráveis Zezinho Sobral (PMDB) e Edvaldo Nogueira (PCdoB).

Queimação

E o comunista Edvaldo Nogueira se apressou em desmentir mensagem postada na internet onde ele aparece numa foto ao lado do presidente biônico Michel Temerário (PMDB). “O texto atribui a mim um suposto apoio à sua interinidade na Presidência da República, fazendo parecer que eu apóio a ruptura democrática aplicada no Brasil – o golpe”, escreveu Nogueira. A foto em questão foi feita em 2011, quando Edvaldo era prefeito de Aracaju e recepcionou o peemedebista na Conferência Estadual da OAB.

Greve ilegal

A pedido da Prefeitura de Aracaju, a Justiça considerou ilegal a greve dos médicos, que já dura 17 dias. Em nota, a administração do prefeito João Alves Filho (DEM) alega que “as tentativas de entendimento com a classe médica tem sido uma constante, com o atendimento de várias reivindicações. Contudo, a cada avanço, novos fatos são apresentados pelo Sindicato da categoria”. Não é isso que dizem os grevistas.

Braços cruzados

Quando retornarem ao trabalho, os médicos não terão como trabalhar, pois os demais profissionais de saúde da Prefeitura acabam de cruzar os braços. Estão em greve desde ontem os dentistas, enfermeiros, psicólogos, agentes de saúde e de combate as endemias, fisioterapeutas, assistentes sociais e nutricionistas e técnicos em nutrição. Diferente do que diz a Prefeitura, os grevistas cobram melhorias salariais e mais diálogo da administração do prefeito João Alves Filho (DEM).

Aperta o cercoAs alterações no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), que entram em vigor hoje (1º), visam auxiliar no combate à corrupção e à lavagem de dinheiro. Uma das novidades é a inserção de normas relativas à figura do “beneficiário final” de pessoas jurídicas e de arranjos legais, como trustes (atuam como gestores do patrimônio), especialmente os localizados fora do Brasil, consideradas “um desafio para a prevenção e o combate à sonegação fiscal, à corrupção e à lavagem de dinheiro”.

BRT ou BR-3?

Uma dúvida: a Prefeitura está implantando em Aracaju o BRT ou a BR-3, aquela rodovia cantada por Tony Tornado e que guardava armadilhas perigosas para quem trafegava entre Belo Horizonte e Rio de Janeiro? De tantos buracos nas ruas e avenidas da capital, é mais provável que o projeto do prefeito João Alves Filho (DEM) seja mesmo implantar na cidade a perigosa BR-3, hoje BR-040: “A gente corre (E a gente corre)/ Na BR-3 (Na BR-3)/ E a gente morre (E a gente morre)/ Na BR-3 (Na BR-3)”. Senhor, tende piedade de nós!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Diário da Manhã, em 23 de agosto de 1924.

Resumo dos jornais