08/06/16 - 05:00:26

CONSELHO MUNICIPAL DEBATE OS DIREITOS DO IDOSO EM REUNIÃO

Para acompanhar e avaliar planos, programas e projetos destinados à pessoa idosa em Aracaju, o Conselho Municipal de Direitos do Idoso (CMDI) promoveu uma reunião ordinária, na manhã desta terça-feira, 7, na Estação Cidadania, sede dos Conselhos Municipais. Além dos conselheiros, o evento contou com a presença de representantes de unidades socioassistenciais que executam ações para a promoção da qualidade de vida dos idosos da capital sergipana.

Segundo a presidente do CMDI, Maria José Matos, a reunião permite a troca de experiências entre conselheiros e instituições que atuam junto aos idosos da capital sergipana. “É maravilhoso vislumbrar o resultado dessa reunião ordinária, tão festiva em torno de um café da manhã para apresentar as instituições que trabalham diretamente com a pessoa idosa em Aracaju. É uma forma de permitir a troca de experiências e de conhecimento, fortalecendo a rede de proteção à pessoa idosa”, afirmou Matos.

Outros conselhos de direitos também prestigiaram o evento. “Aceitamos o convite para participar e entendemos que encontros assim nos aproximam da realidade de grupos que trabalham com a pessoa idosa. É importante que em suas ações haja também uma busca por uma alimentação equilibrada”, diz a presidente do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional de Aracaju, Joelma Barros.

Vida ativa

Na oportunidade, a secretária municipal da família e da assistência social, Maria do Carmo Alves, que também atua como conselheira no CMDI, ratificou a importância de lutar por políticas públicas que melhorem a qualidade de vida do idoso.

“Precisamos lutar por avanços na promoção da qualidade de vida do idoso. Nos CRAS (Centros de Referência de Assistência Social) de Aracaju há vários grupos de idosos que fazem parte do serviço de convivência. Os resultados do serviço que são observados pelas assistentes sociais, psicólogas e educadores sociais demonstram que o idoso deve ter uma vida ativa para ser saudável e feliz”, ressalta a senadora.

Na capital sergipana, a Prefeitura Municipal possui grupos de idosos em 16 pontos da cidade que fazem parte do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos nos CRAS. Nas unidades, os idosos têm acesso a atividades diferenciadas com acompanhamento de assistentes sociais, psicólogos e educadores sociais.

A coordenadora do CRAS Gonçalo Rollemberg Leite, Bianca Evangelista, destaca que a promoção da qualidade de vida do idoso é prioridade. “Procuramos disponibilizar atividades que visem o envelhecimento saudável, como a atividade física. Hoje, temos mais de oitenta idosos que participam de nosso serviço apenas no bairro José Conrado de Araújo e é essencial que o Conselho atue junto conosco na promoção dos direitos desta parcela da população”, ressalta a coordenadora.

Já a coordenadora do CRAS Maria José Menezes Santos, Audiléia Lemos, localizado no bairro Coqueiral, acredita que o trabalho do Conselho fortalece a rede de proteção à pessoa idosa. “É importante ver o Conselho da Pessoa Idosa fortalecido e perceber que esse órgão trabalha de forma harmônica com os CRAS. Nós só temos a ganhar com esta troca de experiências”.

Por Veronica Oliveira