10/06/16 - 07:06:10

Casos notificados de Microcefalia se mantém estável em SE (Foto SES)

Segundo último informe epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, até o momento foram notificados 233 casos da doença, sendo 110 confirmados e 73 ainda em investigação

O número de casos de Microcefalia em Sergipe não aumentou, segundo o último informe epidemiológico divulgado pelo Núcleo Estratégico da Secretaria de Estado da Saúde (Nest/SES). O documento é divulgado semanalmente, e relata que, ao todo, foram notificados 233 casos da doença, sendo 110 confirmados e 73 ainda em investigação, distribuídos em 53 municípios sergipanos.

As notificações dos bebês nascidos com Microcefalia em Sergipe são realizadas pelas maternidades e através da análise de cada caso registrado. O trabalho do Governo do Estado na área, desenvolvido por equipe multiprofissional, é composto por ações diárias que visam tanto à assistência ao paciente (mães e crianças), quanto à vigilância epidemiológica e o controle do Aedes aegypti, vetor responsável por transmitir o Zika Vírus, uma das causas da má-formação congênita.

“Esse documento é divulgado semanalmente nos sites da Secretaria da Saúde e do Núcleo Estratégico, resultado do trabalho criterioso de avaliação de dados feito pela equipe do Nest, em parceria com o Centro de Informações Estratégicas e Resposta de Vigilância em Saúde e a Diretoria de Vigilância em Saúde (CIEVS/DVS)”, ressalta a coordenadora do núcleo, Eliane Nascimento.

Também resultado das ações desenvolvidas pelo Estado, o informe apresentou aumento no número de casos descartados (50) e confirmados (110). “Consequentemente, a quantidade de casos que continuam em processo de investigação diminuiu. Hoje são 73 nesta situação”, detalha Eliane, lembrando que todos esforços estão sendo voltados para a confirmação dos casos de Microcefalia, em atendimento à Portaria 405, do Ministério da Saúde, através do laudo circunstanciado, sendo acompanhado pelas Diretorias de Atenção Integral à Saúde (Dais) e de Vigilância em Saúde.

A região de Aracaju continua liderando o ranking de maior número de casos notificados, com 84, seguida por Nossa Senhora do Socorro (40), Estância (32) e Itabaiana (26). O fluxo de assistência, instituído pelo Protocolo Estadual, direciona as crianças e mães da seguinte maneira: ambulatório de Follow up para bebês nascidos na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), Centro de Especialidades Médicas da Criança e do Adolescente (Cemca) para os nascidos na região de Aracaju; e Hospital Universitário para as demais áreas.

Fonte assessoria