14/06/16 - 07:50:36

Semfas dialoga com conselheiros para aperfeiçoar atendimento à criança (Foto ascom)

A Secretaria Municipal da Família e da Assistência Social (Semfas), através de seu Núcleo Técnico, promoveu uma reunião, nesta segunda-feira,13, com os conselheiros tutelares que atuam nos seis Distritos da capital sergipana para construir um diálogo sobre a gestão do fluxo de trabalho entre Conselhos e unidades socioassistenciais de Proteção Social Básica e Especial. O encontro teve como objetivo estimular a participação dos conselheiros para aperfeiçoar a atuação dos atores sociais na rede de proteção, esclarecendo a execução da política de assistência social.

Segundo a assistente social, Fernanda Rodrigues Santana, a abertura de diálogo sobre o fluxo de trabalho garante melhor atuação dos atores envolvidos na política de atendimento à criança e ao adolescente.

“A nossa reunião foi muito positiva, pois teve como objetivo construir um fluxo das requisições que os conselheiros tutelares fazem para a Assistência Social do município. A partir de agora, os conselheiros irão enviar as requisições para o Núcleo Técnico do  órgão executor da política de assistência que é a Semfas e aqui faremos o direcionamento para as unidades (CRAS e CREAS). Esse será o diferencial”, destaca a assistente social, lembrando que anteriormente as requisições eram enviadas diretamente para os equipamentos sociais, gerando solicitações duplicadas que ocasionavam dúvidas em relação à assistência às famílias.

A construção do diálogo para o aperfeiçoamento dos fluxos agradou os conselheiros tutelares. “Foi excelente a iniciativa desse diálogo com a Semfas para entender os detalhes do serviço oferecidos pelos CRAS às comunidades que atendemos”, ressaltou a conselheira do 6º Distrito, Tereza Cristina Silva.

Para a conselheira tutelar Iolanda Nascimento, que atua no 1º Distrito, é importante articular toda a rede de assistência à criança e ao adolescente para que os direitos sejam garantidos. “Essa foi uma atitude importante da assistência social de Aracaju na busca pela garantia dos direitos na política da infância. A reunião foi esclarecedora e nos permitiu pontuar nossos questionamentos. Percebemos boa vontade em articular a rede”.

Da assessoria