14/06/16 - 13:46:18

VEREADOR VÊ DESCASO PMA COM LOTEAMENTO EM ARACAJU

“Trago aqui a minha indignação em nome dos moradores do Loteamento Marivan, que está totalmente entregue ao descaso do poder público municipal”.

O protesto pela falta de ação da Prefeitura de Aracaju foi feito pelo líder do PSB, vereador Bertulino Menezes, na manhã desta terça-feira (14/06), em pronunciamento durante o pequeno expediente da sessão legislativa, na Câmara Municipal de Aracaju.

Indignado, o vereador questionou à base aliada do prefeito na CMA sobre como a população sobrevive sem os serviços básicos da Prefeitura de Aracaju. “Como vivem as pessoas numa comunidade onde não existe regularidade da limpeza pública; na coleta de lixo; nos serviços de capinação, pintura, urbanização, iluminação pública; que não têm boa qualidade no serviço de transporte?”, indagou.

“Não é possível que as coisas continuem da forma que estão no Loteamento Marivan”, lamentou, apontando também falta de escolas, de postos de saúde e até da rede de esgoto, que, embora já tenha sido feita, ainda não foi ligada. “E o pior: já se encontra obstruída”, alertou Bertulino, estendendo a reclamação também à DESO.

“Fica aqui o retrato do sofrimento de uma população entregue ao descaso da administração municipal”, registrou, ao exibir imagens de um vídeo produzido no loteamento, mostrando as principais necessidades reclamadas pela população. “É assim, dando voz ao povo, mostrando as mazelas da administração, que exercemos o nosso mandato, visitando as comunidades e produzindo este material, fazendo um bom uso dos recursos que são disponibilizados pela Câmara para o exercício do vereador”, justificou.

“Ficam aqui o meu alerta e a minha indignação, ao trazer este vídeo que mostra a triste realidade do Loteamento Marivan”, lastimou. “Não há nenhuma demagogia aqui. Trago este vídeo para mostrar o problema porque conheço e rodo Aracaju, ouvindo as pessoas para conhecer as suas reclamações”.

Outra preocupação revelada pelo vereador foi quanto à solução de continuidade nas obras de saneamento, escoamento e drenagem de águas pluviais, que tem provocado com frequência inundações, que prejudicam o trânsito das pessoas, impondo-lhes risco de epidemias, além de provocar danos materiais.

Bertulino antecipou que pretende enviar expediente à Caixa Econômica Federal, questionando o atraso no andamento das obras, que são frutos de convênios firmados entre a PMA e o Governo Federal, para aplicação de recursos financeiros em saneamento básico.

Ele reconheceu que o problema tem 5 anos. “Os  moradores convivem com estes problemas, lamentavelmente, já há quatro anos  somente nesta administração”, criticou, cobrando a presença dos órgãos de fiscalização municipal e responsabilidade da Emurb e da Emsurb.

Por Eliz Moura