14/06/16 - 08:18:55

Campanha alerta sobre ingestão abusiva de bebidas alcoólicas nos festejos (Foto ascom)

‘Bebeu, Dançou’ busca conscientizar, principalmente, adolescentes, jovens e adultos até os 39 anos, faixa etária que mais se expõe ao uso excessivo

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) lançou a campanha ‘Bebeu, Dançou’. A proposta da iniciativa é promover a conscientização sobre o uso exagerado de bebidas alcoólicas, principalmente durante as festividades juninas, e mostrar que o consumo do álcool está diretamente ligado a diversos tipos de casos de violência e ocorrências atendidas pelos órgãos da Segurança Pública.

O secretário da SSP, delegado João Batista, abriu a solenidade fazendo uma análise do consumo abusivo de bebidas alcoólicas associado ao cometimento de crimes de violência doméstica, homicídios e tentativas, acidentes de trânsito – fato que motivou a elaboração de campanha educativa baseada na prevenção desses tipos de delitos.

“Infelizmente percebemos que a maioria dos casos atendidos pelas instituições que compõem a SSP está relacionada ao excesso do consumo de bebidas alcoólicas. Por conta muitas vezes desse abuso da ingestão, às vezes discussões simples acabam levando a uma tentativa de homicídio ou até mesmo homicídio, além de casos de violência doméstica e acidentes de trânsito que também, em muitas ocasiões, têm relação com o consumo de bebida alcoólica. Pensando nisso, criamos essa campanha voltada para as redes sociais, no sentido de conscientizar adolescentes, jovens e adultos até os 39 anos, faixa etária que mais se expõe a esse tipo de ocorrência durante os festejos juninos, a utilizar o álcool de forma educada e responsável”, explana o secretário.

Ainda falando sobre o caráter preventivo da campanha, João Batista explicou que, embora o maior viés da Secretaria de Segurança Pública seja o combate incessante da criminalidade, é necessário também atuar de forma preventiva. “Se você previne, se educa, e de certa forma acaba diminuindo a necessidade da utilização da força policial para o combate da violência”, complementou.

Acidentes de trânsito

Durante a coletiva, o comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv), major Fábio Machado, e a comandante da Companhia de Policiamento de Trânsito (CPTran), capitã Manuela Gomes, apresentaram dados relativos aos casos de embriaguez conduzidos às delegacias e de acidentes de trânsito envolvendo embriaguez ao volante registrados em junho de 2015, em comparação ao mesmo período deste ano.

Segundo a capitã, em junho do ano passado foram contabilizados 105 acidentes de trânsito, com duas pessoas vindo a óbito. Desse total, 15 condutores foram autuados por embriaguez ao volante e encaminhados às delegacias. Até o momento, a CPTran contabilizou 23 registros de acidentes de trânsito no mês de junho deste ano, com dois condutores flagrados. Sobre esses números, Fábio Machado afirma que é fruto de um trabalho preventivo, associado também às fiscalizações que vêm sendo realizadas constantemente pela Polícia Militar, no intuito de reduzir os acidentes de trânsito.

“Temos procurado intensificar as nossas ações a fim de diminuir os índices de acidente, que muitas vezes está relacionado à ingestão de bebida alcoólica. A sociedade precisa entender que não adianta insistir em beber e dirigir. Por isso a importância desta campanha, pois é necessário que a população entenda que a ingestão do álcool faz com que o condutor perca a noção de direção do veículo, podendo causar a morte de outras pessoas e até dela própria. Então, através dessas ações educativas, espera-se que a sociedade se conscientize e que não beba se for dirigir”, salienta o oficial.

Violência doméstica

Presente na coletiva, a delegada Mariana Diniz, da Delegacia de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV), abordou sobre como a maioria dos casos de violência doméstica está relacionada ao consumo do álcool por parte tanto do agressor. Ela explica que a bebida alcoólica muitas vezes potencializa a violência, e que, por isso, é muito importante a realização da campanha de conscientização.

Afogamentos

Finalizando a apresentação, o comandante do Grupamento Marítimo do Corpo de Bombeiros de Sergipe, tenente-coronel Hector Monteiro, apresentou números relacionados a casos de afogamento. Segundo o oficial, somente este ano, a corporação realizou 48 resgates de afogamento, com 34 mortes, número maior que os 28 registrados durante todo o ano passado. Ele atrela os incidentes em locais de banho em Sergipe ao consumo exagerado de bebidas alcoólicas e à desinformação. “Em virtude dessa falta de informação, é muito importante à realização de uma campanha educativa como esta, a fim de prevenir ou reduzir esse tipo de acidente”, finaliza.

Da assessoria