14/06/16 - 07:21:41

Obras do Centro de Reabilitação estão com 40% dos serviços concluídos (Foto ascom)

Investimento cumpre todos os prazos estipulados no cronograma

Uma comitiva formada por representantes da Secretaria de Estado da Saúde (SES), da Universidade Federal de Sergipe (UFS), do Hospital Universitário (HU) e da Construtora Celi, esteve no canteiro de obras do Centro Especializado em Reabilitação Tipo IV, o CER IV, no Bairro Capucho. O grupo foi inspecionar o andamento da construção, que tem previsão de conclusão para dezembro deste ano, segundo informou a coordenadora da Rede Estadual de Cuidados às Pessoas com Deficiência, Alynne França. O Centro é mais uma obra do Proinveste e tem investimento superior a R$ 15 milhões.

“O CER IV será um divisor de águas no trabalho realizado para as pessoas com deficiência, atendendo quatro diferentes tipos de deficiência: física, auditiva, visual e intelectual, além dos pacientes ostomizados (que utilizam bolsa de colostomia). Tudo isso em um espaço moderno, com tecnologia de ponta, e levando em conta tanto a reabilitação quanto a atenção clínica especializada do usuário do SUS”, garantiu.

A visita foi liderada pela secretária de Estado da Saúde, Conceição Mendonça, que disse estar satisfeita com a celeridade da construção. “Estamos com 40% dela concluída, cumprindo todos os prazos estipulados. O CER IV irá suprir uma carência assistencial em Sergipe, atendendo, com qualidade, cerca de 200 pacientes por dia”, ressaltou.

Em paralelo as obras, a Comissão de Federalização se reúne constantemente para dar andamento ao processo, discutir o projeto, conhecer as fragilidades e agregar ações.

“Agradeço, inclusive, a presença dos médicos do HU, que compõem a Comissão, e do professor Valter Santana, assessor da Reitoria da UFS, que estão empenhados em fazer deste projeto um dos mais bem sucedidos que já tivemos”, complementou a. O presidente da Construtora Celi, Luciano Barreto, destacou a grandiosidade e importância da obra. “Os pacientes vão encontrar aqui um espaço preparado para oferecer o melhor em nível de tratamento, semelhante aos que os grandes centros oferecem”, pontuou a secretária.

Uma das entusiastas do projeto, a assessora especial da Casa Civil, Eliane Aquino, que também esteve no local, falou sobre a expectativa para a conclusão dos trabalhos e início do atendimento propriamente dito.

“O Centro será um espaço completo, voltado para assistência, mas também para pesquisa. Os pacientes serão tratados com dignidade e o serviço funcionará para um público que necessita muito de atenção hospitalar”, concluiu.

Foto Ascom SES