15/06/16 - 14:43:47

VEREADOR SOLIDARIZA COM SERVIDORES DA SAÚDE DE ARACAJU

Maraisa Figueiredo

Lucas Na manhã desta quarta-feira, 15, o vereador Lucas Aribé (PSB) se pronunciou na tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) no pequeno expediente para se solidarizar com os servidores da saúde do município de Aracaju que pedem reajuste no salário.

O parlamentar ouviu a fala do vereador Ivaldo José (PRTB), líder do governo, e ficou a se perguntar se a afirmação de que as pouquíssimas ações da Prefeitura melhoraram muito a saúde, apresentada pelo colega, representam a realidade. “Não sei em que sentido a saúde melhorou nesses três anos e meio de gestão, mas entendo que a política partidária deixa algumas pessoas que fazem parte da administração ou que a apoiam, às vezes, mais cegas do que aqueles que não veem”, explica.

Lucas chama a atenção para o clamor do povo, para ouvirem nas emissoras de rádio diariamente sobre as diversas reclamações da  falta de atendimento e de médico. “É médico que trabalha em posto de saúde que não tem estrutura e vai atender as pessoas do lado de fora, debaixo de uma árvore; é posto de saúde faltando medicamentos e equipamentos; as  filas para atendimento são enormes, com pessoas esperando para fazer exames e se consultar”, critica.

Aribé afirma que a Prefeitura prometeu informatizar e acabar com as filas. “Foi prometido tanta coisa, mas o principal, que eu tenho certeza que a população não esqueceu, foi que o problema da saúde seria resolvido em apenas seis meses e lá se vão 42 meses de gestão”, pontua.

“Quando iniciar a campanha, daqui há dois meses, o prefeito João Alves (DEM) vai pedir mais quatro anos para resolver os problemas de Aracajuque ele não conseguiu em quatro. Ele prometeu fazer uma gestão parecida com a de Juscelino Kubitschek (os 50 anos em cinco). A promessa foi fazer Aracaju crescer 40 anos em quatro, mas acho que não cresceu nem um ano, e as condições financeiras da Prefeitura não justificam essa discriminação com relação a alguns segmentos da saúde”, elucida.

Lucas comenta ainda que é por isso que se soma às manifestações pacíficas dos servidores que participaram da sessão. “Eles estão há 14 dias pedindo, implorando, clamando que o prefeito ouça essas pessoas. Não é justo que alguns servidores tenham reajuste e outros não, porque todos trabalham com muita dedicação e estão sofrendo por terem seus salários atrasados. É realmente um absurdo e me solidarizo com todos eles”, finaliza.