17/06/16 - 11:29:00

Espaço Cultural da Alese é prestigiado por admiradores (Foto Cesar Oliveira)

Artistas, representando a cultura Sergipana, começaram no início da noite dessa quinta-feira (16), a expor suas artes na edição de junho do Espaço Cultural Djenal Querioz que acontece no hall de entrada da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) e prossegue até 16 de julho. Uma noite marcada pela diversidade cultural da artista plástica Cybele Ramalho, a literatura de Ilma Santos, e a voz de Dana Estavo. “A exposição reúne diversos artistas e tem um único objetivo, aproximar o público da cultura”, disse a jornalista e roteirista Ilma Fontes curadora do espaço cultural.

A Arte Fantástica da artista plástica Cibele Ramalho, compôs o cenário cultural do evento com os quadros retratando a Lilith e o Poder Feminino. Para ela, que é psicóloga, mais uma oportunidade de expor sua experiência artística e de falar das motivações que ditaram seu modo de interpretar a mitológica Lilith que representa singularmente a luta, a força e o poder feminino, a presença corajosa e selvagem. “Todas nós somos a representação da primeira mulher da humanidade, libertária que foi contrária a todas as regras masculina de Adão. Lilith provocou a primeira rebelião feminista”, ressaltou.

Expor na Assembleia Legislativa, para Cybele Ramalho, é um divisor, e ela explica: “trazer o feminino rebelde nesse mundo tão masculino, patriarcal, cheio de regras, é começar dialogar as duas forças tão opostos até hoje, onde o homem não percebem que a mulher está no mesmo patamar o que pode evitar a violência tão brutal contra as mulheres”.

A arte-educadora, multimídia, produtora e também artista plástica Ilma Santos, apaixonada pela literatura poética, lançou no Espaço Cultural, textos poéticos num mini sarau com o título ‘Motivos de Ilma’. Situações que viu e viveu, segundo ela, que lhe rendeu 168 poemas textos, alguns musicais. “Um deles vai ser lançado pela cantora Lena de Zé, o ‘M de Marias”, uma brincadeira de ciranda”, revela.

A voz marcante de Dana Estavo embalou os convidados num acústico que mesclou pop rock, MPB, jazz e bossa nova. Cantora profissional desde 2009, revelada atuando como backing vocal, passou pelas bandas Só Lamento, 5Elementos, Rojão Diferente, Calcinha Preta e agora em carreira solo, se intitula uma apaixonada pela música. “Cantar é a minha vida, sempre soube que seria cantora, é muito forte e trago comigo desde os 14 anos”, brincou enfatizando, que participar do Espaço Cultural da Alese é uma nova oportunidade de mostrar o trabalho que ama fazer, cantar.

Ilma, que faz a seleção dos expositores, lembra que o evento na Casa Legislativa é de fundamental relevância para a sociedade, uma oportunidade para a divulgação do trabalho dos artistas locais, já que segundo ela, muitos sergipanos não têm conhecimento de quem são e o que representam. Concluindo, a curadora observou que no mês de julho, por ser recesso parlamentar, não há edição do Espaço Cultural, mas as novas mostras para o segundo semestre já começaram a ser selecionadas e o espaço volta no mês de agosto.

Por Glice Rosa – Agência Alese de Notícias