17/06/16 - 15:03:10

TCE PROMOVE CURSO DE RELAÇÃO INTERPESSOAL PARA OS SERVIDORES

O Tribunal de Contas do Estado de Sergipe, através da Escola de Contas (Ecojan), promoveu o Curso “O Ser Integral e as Relações Interpessoais” para os servidores da Diretoria de Controle Externo de Obras e Serviços, nessa quinta e sexta-feira (16 e 17), na sala da Ecojan. A primeira turma contou com aulas ministradas pela instrutora Annacy Amorim Santos que duraram 12 horas e a segunda turma já está marcada para os dias 20 e 21 de junho.

De acordo com a instrutora, um dos pilares para a boa gestão passa pelo desenvolvimento do ser humano na sua integralidade. “Um ser humano integral com equilíbrio de todas as suas dimensões: corpo, mente, emoções e espiritualidade, é um ser humano que está mais preparado para lidar com os desafios do dia-a-dia”, destaca Annacy Amorim.

Além dos desafios internos que as pessoas têm e trazem desde criança, ela alerta ainda para os elementos exteriores que estressam e que a cada dia são mais desafiadores, como o trânsito, a tridimensionalidade de atribuições, o corre-corre da vida, as exigências, a competitividade e a velocidade deste mundo. “Com a comunicação em tempo real e em rede, o tempo ficou muito curto para as pessoas fazerem tudo. E isso tudo estressa bastante”, observa a instrutora.

Como solução para amenizar essa pressão, Annacy Amorim aponta algumas atitude práticas que todos podem fazer. “É preciso procurar um ritmo de vida de acordo com a necessidade de se manter calmo, procurar respirar bem, sair mais cedo de casa para não pegar um trânsito intenso, procurar no cotidiano parar um pouco e meditar”, exemplifica Annacy. “Deve-se cuidar da saúde em todos os níveis”, completa.

Bom relacionamento

A analista do TCE, Aline Lima, gostou das lições ensinadas ou lembradas pela instrutora e acredita que o desempenho profissional de todos poderá melhorar. “Este curso foi importante porque serve para a gente fazer uma autoanálise, autocrítica, olhar os nossos pontos positivos e negativos, e para nós reconhecermos as potencialidades… e para transmitirmos a nossa boa energia e contaminarmos o setor. E que ao invés de procurarmos mudanças, que possamos ser a mudança”, disse a servidora.

Fonte ascom TCE