18/06/16 - 07:01:58

Projeto ‘Horta e Paisagismo’ necessita de de garrafas PET (Foto Maria Odilia)

Coordenadores do “Horta e Paisagismo Escolar” criam campanha “Doe Garrafa, Doe Vida”, com o objetivo de arrecadar materiais necessários para a continuação do projeto ambiental

O projeto “Horta e Paisagismo Escolar”, criado pelo Colégio Estadual Vitória de Santa Maria com o intuito de incitar nos jovens estudantes uma consciência de preservação do meio ambiente e incentivar o plantio de hortaliças, encontra-se paralisado devido à falta de material. Por conta disso, os coordenadores do projeto iniciaram a campanha “Doe Garrafa, doe Vida”, com o intuito de arrecadarem vasilhames, ferramentas para jardinagem, areia, sementes, mudas de árvores ornamentais e tinta específica.

O professor de Biologia, Antônio Celso de Freitas, um dos idealizadores do projeto, conta que garrafas PET transparentes de 2 litros, preferencialmente de Coca-Cola ou Fanta, são ideais. “Precisamos de 3 mil garrafas PET, mas só arrecadamos 500 até o momento. Toda parceria será bem-vinda, até mesmo empresas que queiram doar ferramentas de jardinagens”, afirmou.

Além dele, estão envolvidos a professora de Ciências, Raylene Nascimento, e os alunos Ana Kelly Rocha e Marley Ferreira, também integrantes do Conselho de Meio Ambiente e Qualidade de Vida da escola (Com-Vidas).

Pessoas físicas ou jurídicas poderão ser parceiras do projeto e, a depender da quantidade, os próprios participantes da iniciativa irão recolher o material. Os interessados em doar ou saber mais sobre o projeto poderão entrar em contato com a escola através do número (79) 3248 -8302 ou (79) 9 9883-0798 (Marley) e (79) 9 9807-4606 (Kelly).

Meio ambiente e alimentação saudável

O projeto tem o objetivo de incentivar a preservação do meio ambiente com a reciclagem de materiais, dar mais vida ao paisagismo e jardinagem do colégio estadual, além de motivar o plantio de hortas sustentáveis, até mesmo promover a socialização e o protagonismo juvenil.

“Vimos que a intervenção não deveria ser só dos professores. Envolvemos alunos, até por conta da realidade do bairro. Temos interesse de que esse projeto seja exemplo para outras escolas”, afirmou a professora Raylene Nascimento.

Se depender dos resultados já obtidos, duas escolas já sinalizaram em participar: a Escola Estadual Professor Diomedes Santos da Silva e a Escola Estadual André Mesquita.

Iniciativa premiada

A iniciativa partiu dos alunos em 2013, ao realizarem uma visita ao antigo lixão da Terra Dura. A partir de lá, o meio ambiente foi tratado na escola como tema transversal de maneira interdisciplinar, e ao participarem das reuniões do Com-Vidas, alunos e professores decidiram promover as atividades.

O projeto participou da Olimpíada Estadual do Meio Ambiente, consagrando-se vencedor, além da 4ª Conferência Infanto-Juvenil do Meio Ambiente.

“Moramos numa comunidade carente e queríamos intervir. A população joga lixo nas ruas e resolvemos recolher as garrafas e pneus para transformar em ambientes mais interessantes. A escola é como nossa casa”, afirmou o aluno Marley Ferreira.

Para a aluna Jeane Machado, do 3º ano A, ver os colegas envolvidos no projeto incentiva também a participar. “Tenho visto os alunos envolvidos. A escola fica mais bonita, mais alegre, além de retirar do ambiente as garrafas e pneus que virariam foco do mosquito e lixo”, destacou.

Ascom Seed