18/06/16 - 00:01:49

SILÊNCIO ESTRATÉGICO

DIÓGENES BRAYNER – [email protected]

O prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Fábio Henrique (PDT), é uma liderança em ascensão. Ainda não está consolidada no Estado. Se perder as eleições municipais com o seu candidato Klewerton Siqueira, e em São Cristóvão com o seu irmão Adilson Jr pode ficar sem fôlego para 2018. Fábio teima em fazer alianças só ao seu gosto, para o pleito deste ano, passando a impressão que é um condutor de votos.

Mesmo reconhecendo certa força como líder político municipal, Fábio ainda precisa de muito chão para influenciar como um nome consolidado no Estado. Assim, precisa de ‘muletas’, como todos os políticos que estão a seu nível.

Quem conversou com o prefeito Fábio Henrique depois de entrevista concedida pelo governador Jackson Barreto (PMDB) percebe que ele está magoado. Tinha como certo o apoio de JB em sua empreitada para eleger Klewerton a prefeito de Socorro, que só agora entrou nos dois dígitos da pesquisa que o próprio PDT realiza. Mesmo assim se mantém em terceiro lugar na corrida de cem metros.

Fábio já decidiu que o seu grupo não apoia Edvaldo (PCdoB) em Aracaju e acredita que Zezinho (PMDB) não decola. Além dessa visão eleitoral sobre a Capital, ele não se vê motivado a acenar eleitoralmente a candidatos que se unem em Socorro para derrotá-lo, como acontece com uma provável chapa entre PCdoB e PMDB em seu município.

O prefeito de Socorro se mostra macambúzio. Tem conversado com alguns políticos. Entre eles o précandidato a prefeito de Aracaju Valadares Filho (PSB) e pode fazer aliança entre PDT e PSB. Até o momento não abre mão do apoio a Klewerton Siqueira, que pulou para o 19º lugar na corrida em que tropeçava no 8º.

A partir de agora, os próximos passos de Fábio serão decisivos para seu futuro político, porque precisa de reforço para eleger Klewerton e se manter na onda.

ANÚNCIO

O governador Jackson Barreto (PMDB) marcou para dia 27 o anúncio do précandidato a prefeito de Aracaju, que terá apoio da base aliada.

A escolha será absolutamente racional.

CORAÇÃO

Jackson Barreto avisa que ‘deixará o coração de lado’ e indicará o nome que atenda melhor o projeto político do grupo, lógico com respaldo eleitoral.

Está óbvio que o escolhido está entre Zezinho Sobral e Edvaldo Nogueira.

E O PT?

Dia 06 de julho o Partido dos Trabalhadores fará o encontro municipal para decidir sobre apoio da legenda ao candidato a prefeito de Aracaju.

As tendências Unidade na Luta e Articulação de Esquerda apóiam Edvaldo.

ROGÉRIO

Já o grupo liderado pelo presidente regional do PT, Rogério Carvalho, decidiu apoiar o nome que Jackson Barreto indicar, para que seja mantida a unidade da base aliada.

Fala-se que Rogério pretende disputar o Senado em 2018.

COMO FICA?

Está claro que a Unidade na Luta e Articulação de Esquerda não ficarão com Zezinho Sobral (PMDB), caso seja ele o indicado do governador.

Mas, será que manterão uma chapa com Edvaldo Nogueira e Eliane Aquino?

PROGRAMA

Já foi escolhido um grupo de trabalho pelo PT para elaboração de um programa de Governo proposto para o candidato a prefeito que terá apoio do partido.

Dia 02 de julho haverá reunião para discutir o esboço do programa.

LAGARTO

Foi montado ontem (17) em Lagarto o posto de atendimento do Hospital do Câncer de Barreto (SP) em parceria com a Fecomercio, que tem à frente Laércio Oliveira (SD).

O ato foi politicamente ecumênico, com oposição e situação no mesmo palanque.

LICITAÇÃO

No momento governador Jackson Barreto entregou ao senador Amorim o documento para licitação do Hospital do Câncer de Sergipe, que acontecerá dia 26 de julho.

JB reconheceu a luta do senador Amorim, em favor do Hospital do Câncer.

BASTIDORES

A informação de bastidores, durante a solenidade em Lagarto, é que o senador Amorim (PSC) teria descido do tablado quando o governador Jackson Barreto subiu.

E teria ficado surpreso com o gesto de JB.

PETROBRÁS

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, vem a Sergipe dia 4 de julho, para discutir a situação da estatal no Estado, em termos de royalties.

Também analisará outras reivindicações de Sergipe.

DESEMPREGO

Jackson Barreto vai tratar com Pedro Parente sobre o problema de pequenas empresas que trabalham para a Petrobras em Sergipe e que estão demitindo trabalhadores.

Principalmente no município de Carmópolis.

OBRAS

O empresário Luciano Barreto, em entrevista, chamou a atenção para a necessidade da legislação não priorizar preço e sim qualidade das obras públicas.

Lembrou importância da segurança jurídica no combate à corrupção

VIOLÊNCIA

Aconteceu ontem [sexta-feira] audiência entre o Ministério Público de Sergipe com as Secretarias do Estado e Município.

Assunto: problema da violência nas escolas.

VALMIR

O deputado Valmir Monteiro (PSC) comemora hoje o São João em sua casa, com amigos e aliados. Terá forró e comidas típicas a noite toda.

Vai aproveitar e lançar sua précandidatura a prefeito.

TEM VICE

Segundo informa Gustinho Ribeiro, já está acertado que sua mulher Hilda Ribeiro será mesmo a candidata à vice de Valmir Monteiro.

Hilda tem percorrido povoados e conversado com eleitores.

JERÔNIMO

Amanhã será a vez do ex-prefeito Jerônimo Reis (PMDB) lançar a sua précandidatura. Vai acontecer no povoado Brejo. O governador Jackson Barreto estará presente.

O lançamento também terá um tom junino.

VIABILIDADE

PRB reuniu-se ontem e a cúpula do partido almoçou com Edvaldo Nogueira (PCdoB), que mostrou a viabilidade de sua eleição. Membros do PRB falaram pouco.

O PRB quer Jony Marcos candidato a prefeito de Socorro.

DECISÃO

Até o momento o PRB não tomou uma posição, mas fará até o dia 10 de julho. Sobre Aracaju, espera a indicação de Jackson Barreto, para adotar uma decisão.

Faz isso para “não dizerem que o partido se precipitou”.

Notas

Calamidade – O governador em exercício do Rio, Francisco Dornelles, anunciou que a decretação do estado de calamidade pública abrirá espaço para a tomada de medidas muito duras nos próximos dias para enfrentar a crise econômica no estado. Dornelles não quis detalhar quais medidas serão tomadas a partir da próxima semana.

0x0

Divórcio – Desembargador José Ricardo Porto, da Paraíba, disse, nos autos de Ação de Divórcio Litigioso, entender que o marido não é órgão previdenciário, por isso a concessão de alimentos, após a ruptura do matrimônio, deve ser fixada com parcimônia, de modo a impedir que o casamento se torne uma profissão.

0x0

André – Deputado federal André Moura (PSC) disse ontem, em entrevista, que seu grupamento continua trabalhando em favor da candidatura própria a prefeito de Aracaju, do senador Eduardo Amorim. André ressalta sua boa relação pessoal com Valadares Filho e lembra que nada impediria aliança dos dois agrupamentos.

0x0

Processo – A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva protocolou ontem um pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) que pode adiar o envio dos processos contra ele na Lava Jato para o juiz Sérgio Moro, em Curitiba. Lula sempre demonstrou muito medo de ser julgado pelo juiz Sérgio Moro.

0x0

Ameaças – Em uma manifestação enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse que os pagamentos de propina ao Partido dos Trabalhadores eram feitos muitas vezes mediante ameaças de interrupção de contratos entre as empresas e o governo.

0x0

Queda – A queda da atividade econômica e as desonerações fizeram a arrecadação federal cair pelo 14º mês consecutivo. Em maio, o governo arrecadou R$ 95,219 bilhões, 4,81% a menos que no mesmo mês de 2015, descontada a inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Conversando

Queda – A construção civil registrou queda de 0,61% no nível de emprego no mês de abril na comparação com o de março.

Calamidade – Governador em exercício, Francisco Dornelles (PP), decretou estado de calamidade pública, devido à grave situação financeira no Rio.

Temer – Agora sim. Presidente interino Michel Temer quer que ministros envolvidos em escândalos se demitam. Fica dois ou três no máximo.

Linhares – Marcos Linhares, na Assembléia, lembra que pessoas físicas só podem doar 10% do declarado no Imposto de Renda.

Antecipa – Até três dias antes da diplomação, o Tribunal Regional Eleitoral terá que julgar todas as contas dos candidatos eleitos.

Falar tudo – Précandidatos hoje podem falar abertamente das suas propostas, projetos políticos e ações que executaram quando passaram pelo mandato.

Punidos – Sargento Edgard diz que não é petista, portanto “quero que todos os corruptos sejam punidos, independente de partido”.

Elogia – André Moura elogia decisão do ministro Henrique Alves de deixar o Governo Michel Temer para não contribuir com a instabilidade do país.

IPTU – O radialista André Barros diz que independente de ser ou não eleitoreira, o que importa é que o congelamento do IPTU beneficia a população.