20/06/16 - 08:49:10

Rogério: “em 2012, o candidato de Edvaldo Nogueira não foi do PT”

O presidente do diretório estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), Rogério Carvalho voltou a defender que o partido discuta em plenária, quem irá apoiar para as eleições municipais em Aracaju. Rogério defende que a decisão tenha que partir do governador Jackson Barreto.

Na manhã desta segunda-feira (20), Rogério Carvalho lembrou que é difícil os militantes do Partido dos Trabalhadores estarem no mesmo palanque que estiver o deputado federal Fábio Reis (PMDB), que votou a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Em entrevista ao radialista George Magalhães, no programa A Hora da Verdade, Rogério Carvalho lembrou ainda da eleição em 2012, quando ele havia colocado seu nome para disputara a prefeitura de Aracaju e acabou retirando para apoiar a candidatura de Valadares Filho (PSB).

Ainda sobre a pré-candidatura de Valadares Filho, o presidente do PT disse que a decisão foi de “quem quiser que venha comigo. Ele impôs, embora a pré-candidatura dele tenha legitimidade, mas ele não ouviu o grupo que ele participou durante muitos anos”, disse.

Já em relação à pré-candidatura de Edvaldo Nogueira, Rogério afirmou que “em 2012, Edvaldo Nogueira escolheu Valadares filho que hoje votou contra a presidente Dilma. além disso, eu retirei minha candidatura e nosso agrupamento apoiou o Valadares. Em 2012 o candidato de Edvaldo não foi do PT”, afirmou.

Para Rogério, “o PT deveria ter uma candidatura própria, mas isso não foi possivel. Inclusive nós tínhamos o nome da deputada Ana Lúcia que também não quis. Portanto, é preciso dizer que o PMDB de Sergipe não é golpista, então isso é argumento daquele que defende a pré-candidatura de Edvaldo Nogueira”, explicou o presidente do PT.

Ele explicou ainda que não há nada que impeça a pré-candidatura de Edvaldo Nogueira e Zezinho Sobral. “É preciso lembrar que em 2012 quando o governador Déda escolheu a candidatura de Valadares Filho, o governador Jackson Barreto foi o coordenador da campanha. Então é preciso esperar a decisão do governador. Não há ainda uma manifestação minha sobre preferência. Pode até ter minha preferência, mas em respeito à militância eu vou aguardar”, avisou Rogério.

Sobre a votação do impeachment, Rogério Carvalho disse que “Laércio Oliveira tem seu interesse que é se beneficiar, já que todos sabem que esse foi um golpe para enriquecer os mais ricos. Quanto a Valadares Filho, Adelson Barreto e Fábio Reis, esses vão ficar marcados como aqueles que ajudaram no golpe”, afirmou.

Munir Darrage