21/06/16 - 06:19:24

Governo entrega mais de 500 cestas básicas reforçadas aos beneficiários (Foto: Pritty Reis)

As cestas foram compostas por alimentos tradicionais, linhaça e leite de soja, produtos que reduzem os efeitos colaterais dos medicamentos utilizados pelos portadores do vírus HIV. Devido ao período junino, o kit ganhou o reforço de itens relacionados à época

Mais de 500 cestas básicas foram entregues nesta segunda-feira, 20 de junho, pela equipe do Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional (DSAN) da Secretaria de Estado da Mulher, Inclusão e Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos (Seidh) aos usuários soropositivos atendidos pela ONG Casa de Assistência Janaína Dutra. As cestas são compostas pelos alimentos tradicionais, mas com o adicional da linhaça e do leite de soja, visto que os produtos reduzem os efeitos colaterais dos medicamentos utilizados pelos portadores do vírus HIV. Desta vez, devido ao período junino, as cestas vieram com um diferencial: canjica de milho.

A iniciativa, que faz parte de uma parceria da Secretaria com a instituição, contempla, mensalmente, usuários de todo o estado. “Também entregamos um folheto com duas receitas – bolo de charque com linhaça e pudim de leite de soja –, que podem ser feitas com esses produtos especiais, além da aplicação de um questionário para avaliar a qualidade de vida dessas pessoas e mensurar onde podemos melhorar. A cada 30 dias, disponibilizaremos duas novas receitas, pois é mais difícil preparar alimentos com esses ingredientes”, destacou a diretora do Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional, Lucileide Rodrigues.

Para J.W.S., contemplado há três anos, o auxílio é um complemento essencial para o seu tratamento. “No início, fui diagnosticado com outras doenças, mas, através do teste rápido, tive certeza. Hoje, tenho a medicação disciplinada. Não deixo de tomar nada que seja o meu bem estar. Esse benefício me ajuda bastante, pois economizo nas minhas despesas pessoais. Tenho filhos, neta, pago aluguel. Hoje eu me sinto bem, inclusive já recuperei meu peso”, afirmou.

Também para M.A. o benefício é uma garantia de qualidade de vida, sobretudo diante das dificuldades atuais. “Às vezes não tenho como me deslocar, mas dou um jeito, peço ajuda e venho buscar minha cesta. Esses alimentos conseguem suprir minha necessidade durante o mês. Agradeço primeiramente a Deus e, em segundo, ao Estado, que nos proporciona essa assistência”, declarou a assistida.

Conforme conta a colaboradora assistente social da ONG, Eliana Chagas, o suporte ajuda na adesão ao tratamento. “Às vezes, as pessoas não têm uma alimentação adequada e os remédios exigem que as pessoas tenham esse cuidado. A orientação passada pelos médicos é que a alimentação contribua para fortalecer o sistema imunológico, que é prejudicado por essa patologia. Por isso, é fundamental e tem ajudado muito. É um retorno tão bom que, com 15 dias, já tem usuário nos procurando para saber quando as cestas chegam”, finalizou.

Para receber o benefício, os usuários devem ser registrados no Cadastro Único e/ou ter passagem pelo Centro de Especialidades Médicas de Aracaju (Cemar).

Fonte ASN