21/06/16 - 05:13:05

Prefeitura conclui projeto arquitetônico de reforma do Nestor Piva (Foto ascom)

Preocupada em oferecer um serviço de saúde cada vez melhor para a população, a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) tem trabalhado há alguns meses no projeto de reforma e ampliação do Hospital Nestor Piva (Zona Norte).  A primeira etapa, de finalização do projeto arquitetônico, já foi concluída e apresentada ao prefeito, João Alves Filho, e ao secretário Municipal da Saúde, Antônio Almeida. A partir de agora serão feitas as licitações para os projetos complementares de engenharia.

Segundo o arquiteto Daniel Sales, da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), o objetivo da reforma é fazer com que o Nestor Piva deixe de ser um hospital de urgência e emergência e se transforme no primeiro Hospital Municipal de Aracaju. “Depois da reforma a unidade vai contar com centro cirúrgico, dez leitos de UTI, dez de emergência e 100 leitos de internamento. Além disso, vamos ampliar o pronto atendimento, a cozinha, os refeitórios e os setores administrativos e construiremos o centro de diagnóstico por imagens oferecendo raio X, ultrassonografia, colonoscopia,  endoscopia e  ressonância magnética. O hospital terá ainda um novo laboratório e centro de esterilização”, explicou.

A coordenadora da Rede de Urgência e Emergência (Reue), Roberta Lisboa, explica que atualmente o Hospital Nestor Piva possui 12 leitos de internamento e a ampliação dessa oferta vai otimizar os leitos de retaguarda do Estado. “Desta forma nós iremos complementar a rede de urgência e emergência, melhorando o uso da estrutura existente para o atendimento dos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), inclusive com oferta de leitos de UTI, que é hoje um grande problema enfrentado pelo Estado. Também iremos evitar que os usuários sejam transferidos para outras unidades já que conseguiremos realizar no próprio Nestor Piva todos os tipos de exames e também cirurgias”.

Ao final da reforma, a área construída do Nestor Piva passará dos atuais 3.000 m2  para aproximadamente 7.000 m2. A obra deve custar aproximadamente R$ 10 milhões, sendo que R$ 6,8 milhões desse montante já foram garantidos através de cinco emendas parlamentares.  Outras cinco emendas também já garantiram R$ 3,2 milhões para a aquisição de equipamentos. O secretário Antônio Almeida ressalta a importância dessa obra. “A saúde é umas das prioridades da atual gestão municipal e dar o pontapé inicial para uma obra desse porte demonstra essa preocupação. Nós vamos praticamente triplicar a capacidade de atendimento do hospital e quem ganha com isso é o usuário que terá um acolhimento ágil e uma oferta de serviço de saúde cada vez melhor”.

Ascom AAN