22/06/16 - 11:48:33

EM FORTALEZA, JACKSON DISCUTE LIBERAÇÃO DO PROREDES COM BID

 

Programa Proredes vai destina U$ 100 milhões para a área da saúde

O governador Jackson Barreto aproveitou a viagem à Fortaleza, onde participou de evento organizado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) denominado ‘Nordeste 2030 – Desafios e caminhos para o desenvolvimento sustentável’, e reuniu-se com o representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento no Brasil (BID), Hugo Flórez Timorán e com Ricardo Gazel, especialista líder em modernização do estado do BID, para discutir procedimentos para que o Governo do Estado possa acessar os recursos do programa Proredes no valor de U$ 100 milhões para a área da saúde.

Todas as providências por parte do Governo do Estado foram tomadas de forma célere, mas as tramitações por parte do Ministério da Fazenda e da Secretaria do Tesouro Nacional, que precisam validar a proposta, não andaram.

Hugo Flórez informou que esses recursos precisam ser liberados pelo BID até o mês de julho deste ano, sob pena de serem realocados para outros programas em outros países.

“Precisamos aproveitar este momento, em que o Governo Federal tem demonstrado boa vontade, para resolver os problemas dos estados. A questão das operações de crédito foi levantada pelos governadores essa semana em Brasília e houve um aceno positivo por parte da União. Vamos dialogar com o Ministério da Fazenda na busca da concretização dessa operação. A saúde pública em Sergipe precisa desses recursos” disse o governador, que se dispôs a ir pessoalmente realizar as tratativas para buscar acelerar a autorização.

Jackson Barreto aproveitou a oportunidade e fez uma explanação das condições econômicas, sociais e financeiras do estado de Sergipe e da administração pública estadual para os representantes do BID. A reunião serviu também para que o BID fizesse uma breve apresentação sobre a situação dos convênios que estão em andamento com a gestão estadual.

O governador Jackson Barreto lembrou que, nas reuniões ocorridas na segunda-feira, 20, em Brasília, entre Estados brasileiros e o Governo Federal para renegociação das dívidas, ficou acertado que a União iria buscar liberar as operações de crédito para os Estados que não receberam grandes benefícios com a renegociação, que é o caso de Sergipe.

Hugo Flórez disse que para 2016, o BID tem reservado U$ 1,2 bilhão para investir no Brasil e ainda há U$ 300 milhões para serem aplicados, mas depende das autorizações do Governo Federal para liberar essas operações de crédito. “Nosso prazo máximo é o mês de julho. Caso não consigamos, teremos que realocar esses recursos para outros países, daí a importância de se conseguir a liberação o mais rápido possível”, disse Flórez, que pediu ajuda do governador para buscar esse diálogo com a União.

Acompanharam o encontro, o secretário da Fazenda, Jeferson Passos, e o assessor especial do Governo, Carlos Cauê.

Fonte e foto: ASN