23/06/16 - 05:11:37

SECRETÁRIO E AGENTES DIALOGAM E SINDIPEN DESISTE DE PARALISAR

O secretário Antônio Hora Filho, esteve na tarde desta quarta-feira (22), reunido com os agentes penitenciários na assembleia do Sindipen. A presença de um secretário de justiça em uma reunião do sindicato é um fato inédito no Estado de Sergipe, foi a primeira vez que um secretário esteve presente numa assembleia para dialogar com a classe.

A assembleia foi convocada pelo sindicato, de modo emergencial, após reunião no gabinete do secretário na manhã de ontem, 21. O objetivo foi reavaliar a determinação de paralisação das atividades externas exercidas pelos agentes nas unidades prisionais, votada na assembleia do último sábado.

O secretário Antônio Hora Filho, havia se comprometido com a classe a criação da Comissão Especial de Atos Preparatórios do Concurso Público, o seu prazo era até a próxima terça-feira, mas compreendendo a urgência da situação dos agentes penitenciários, conseguiu viabilizar e apresentar nesta tarde a portaria de criação da comissão.

A Comissão Especial será formada por 6 componentes, 2 representantes da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplag), são eles Zélia Maria de Melo e Fábio Dantas,  1 representante da Procuradoria Geral do Estado (PGE), o procurador Márcio Leite de Rezende, 1 representante do Sindipen, o presidente Luciano Nery, e 2 representantes da Secretaria de Justiça (Sejuc), Edmilson dos Santos e Albério Aragão, ambos guardas prisionais.

O secretário Antônio Hora, destacou durante a assembleia a importância da presença de 3 guardas prisionais na comissão, por representarem a classe e entender de perto as demandas que dos profissionais. Para o secretário, se trata de uma vitória, pois poderão contribuir na elaboração do projeto de Lei para alteração da Lei Complementar 72, que regulamenta a carreira de guarda prisional e dentre outras atividades positivas, como a escolha da empresa que realizará o certame.

A comissão terá um prazo de 60 dias para produzir e encaminhar relatório à Secretaria de Governo, detalhando as atividades desenvolvidas durante o processo de construção.

No diálogo com o sindicato e os agentes penitenciários, o secretário mostrou as ações que o Governo vem realizando para tentar amenizar e melhorar os problemas enfrentados pela classe, e pediu confiança para que possam juntos, publicar o mais rápido possível o edital para o concurso público de guarda prisional e deste modo desafogar a sobrecarga que vem passando os profissionais do sistema.

Com isso, este diálogo sensibilizou os sindicalistas que após assembleia extraordinária, votaram com uma maioria de 65 votos contra 25 pela não paralisação das atividades externas no sistema prisional.

Por: Luciana Oliveira