25/06/16 - 06:42:21

NEM CHUVA DESANIMOU O PÚBLICO NA SEXTA NOITE DO FORRÓ CAJU

O inverno já chegou e com ele as chuvas. Como de costume, a chuva marcou presença durante o Forró Caju, mas, na sexta noite da festa, nem mesmo ela, com toda a força que caiu nesta quarta-feira, 23, conseguiu desanimar o público que, ainda que debaixo de guarda-chuva, dançou e muito ao som do forró.

A sexta noite foi aberta por Virgínia Fontes e, logo depois, deu espaço para a modernização do forró. Os Gonzagas começaram o show enquanto uma forte chuva caia, mas, empolgaram a multidão. Logo que a chuva deu uma trégua, um público receptivo cantou grandes sucessos do forró no estilo bem descontraído da banda. Felipe Alcântara, vocalista da banda, disse que cantar em Aracaju é sempre motivo de muita satisfação. “Já viemos aqui outras vezes, mas é sempre uma energia diferente a cada vinda. O público é muito animado e isso nos empolga no palco. O Forró Caju é uma festa extremamente organizada e nos sentimos honrados por fazermos parte dela”, contou.

A noite teve continuidade com a banda aracajuana Forró Fidapé. Os grandes sucessos da atualidade foram tocados e levantaram o público. Logo depois dela, o Príncipe da Balada estreou uma nova trajetória, agora em carreira sola. Marlus Viana empolgou o público e recebeu as boas vibrações para a sua nova fase. “Estar em casa é sempre muito bom, mas, confesso, estou nervoso, ansioso, afinal, foi meu primeiro show sozinho e isso sempre assusta. No entanto, o público do Forró Caju tem como característica receber muito bem e contei muito com isso”, revelou.

A noite continuou quente, mesmo com a chuva. Nos palcos principais ainda se apresentaram Forró dos Plays e Unha Pintada. Para o público, mais uma noite que agradou.

Andressa Karine é alagoana e há pouco mais de um ano veio morar em Aracaju. Em 2016 pode, enfim, conhecer o Forró Caju e se encantou. “Adorei toda a estrutura e a organização da festa. É muito diferente das festas que fui em outros lugares e é isso que faz dela especial”, disse. O marido, José Abreu, concordou com ela. “Sou paraibano e já fui muito às festas famosas de Campina Grande, mas, o Forró Caju é muito mais organizado e acho que é isso que faz as pessoas voltarem sempre”, destacou ele.

Edmilson Ferreira é baiano e todos os anos sai de Salvador para aproveitar as festas juninas de Sergipe, em especial o Forró Caju. “Eu adoro isso tudo. Me divirto muito e me sinto seguro. A organização que eu vejo aqui, não encontro em festas de outros lugares. Me sinto tão tranquilo que trago a família toda”, ressaltou ele.

Fonte AAN