28/06/16 - 14:30:44

Brigada Itinerante da Funesa realiza balanço das atividades (Foto ascom)

Por Kitéria Cordeiro

Com muita comida típica e ao som de forró pé-de-serra, cerca de 100 Agentes de Endemias da Brigada Itinerante da Fundação Estadual de Saúde (Funesa), que atuam em todo o Estado, fizeram um balanço das atividades realizadas durante o primeiro semestre.

Sidney Sá, gerente do Núcleo de Endemias da Secretaria de Estado da Saúde, fez um balanço positivo do trabalho realizado durante os seis primeiros meses do ano pelos Agentes de Endemias da Brigada Itinerante. O resultado das ações de combate e prevenção ao Aedes aegypti são bastante satisfatórias. 70% dos municípios sergipanos foram visitados pelos agentes da Brigada Itinerante nesse primeiro semestre de 2016, o que abrange 53 dos 75 municípios.

“Alguns desses municípios já receberam os nossos brigadistas mais de uma vez porque houve necessidade de retorno. Precisamos estar atentos aos nossos indicadores, avaliando diariamente para poder intervir, em parceria com os Municípios, a fim de evitarmos surtos ou até mesmo epidemias. O maior problema enfrentado por um agente de endemias ainda é o imóvel fechado ou a recusa da visita, por parte do morador. Isso dificulta a checagem e confirmação da presença do mosquito no imóvel”, afirmou Sidney Sá.

Para o diretor geral Adriel Alcântara, o momento é de avaliação e de colher bons resultados desse importante trabalho da Brigada Itinerante. “É uma atividade cansativa, mas muito gratificante. Os agentes educam pessoas sobre o mosquito. Recebemos diariamente telefonemas de gestores e prefeitos dos municípios agradecendo pelo trabalho que é realizado nas comunidades”, enfatizou.

“Essa luta teve início em 2008. De lá para cá, só ampliamos o trabalho por conta das arboviroses presente no Estado. Tenho conhecimento e a compreensão da importância de um Agente de Endemia, seja na capital ou no interior, e isso só se consegue com uma equipe com compromisso e determinação. Todos estão de parabéns, mas precisamos avançar muito mais”, destacou Liliane Trindade.

O Agente de Endemias José Augusto Sacramento Júnior, graduado em Letras pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), é professor do Ensino Médio na Rede Estadual e também atua nos turnos da manhã e tarde visitando os domicílios em vários municípios para levar informações sobre a Dengue e outras doenças virais.

“Sinto-me realizado em poder orientar, informar e tirar dúvidas da população que sabe muito pouco sobre doenças tão séria como a Dengue, Chikungunya e Zika Vírus”, disse Augusto.

Da assessoria