28/06/16 - 05:05:38

Unidade Móvel da Saúde realiza 244 exames no Arraiá do Povo (Foto ascom)

Análises realizadas neste domingo, 26, não detectaram casos reagentes

O Encontro Nordestino de Cultura – Arraiá do Povo 2016 disponibiliza para sergipanos e turistas ações de promoção à saúde realizadas pela Unidade Móvel Fique Sabendo. Neste domingo, 26, em seu terceiro dia de atuação na festa, foram contabilizados 244 exames de HIV, Sífilis, Hepatite B e C, sendo 61 para cada uma das patologias. Nenhum dos resultados foi reagente, o que chamou atenção do gerente do Programa Estadual de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST/Aids), o médico Almir Santana.

“Pela primeira vez não tivemos resultado reagente para as patologias. Esse fator pode estar relacionado com a baixa vulnerabilidade do público que frequentou o Arraiá do Povo. Em geral eram casais e familiares. Percebemos revelações de poucas situações de risco em relação à vida sexual”, avalia o gerente.

Todos os dias, no stand montado no local do evento são disponibilizados preservativos masculinos, femininos, géis lubrificantes e folhetos informativos  sobre HIV, Sífilis, Hepatites e também a respeito das arboviroses [doenças transmitidas por insetos] e a Microcefalia.

A Unidade Móvel Fique Sabendo estará mais uma vez na Praça de Eventos da Orla de Atalaia na próxima quarta-feira, 29, quando serão disponibilizados testes rápidos à população.

Vigilância Sanitária

As ações preventivas realizadas pela Diretoria Estadual de Vigilância Sanitária (Divisa) surtem efeito positivo durante os festejos juninos. Entre os dias 24 e 26, nenhuma ocorrência foi registrada no Arraiá do Povo 2016.

“Não houve ocorrência nos serviços objeto de fiscalização, o que destacamos como consequência do trabalho de orientação e informação feito pelas equipes nos primeiros dias de evento”, destaca Antônio de Pádua Pombo, diretor da Divisa.

De acordo com o diretor da Vigilância Sanitária Estadual, é possível observar que, cada vez mais os comerciantes, ambulantes e trabalhadores estão cientes de suas responsabilidades e das boas prática preconizadas pelas normas sanitárias. Por outro lado, a população também se conscientiza do seu papel cidadão e busca informações sobre seus direitos.

“Tudo isso mostra que estamos no caminho certo, reforçando a importância das práticas das ações de Vigilância Sanitária e priorizando a informação, educação e comunicação”, complementa o diretor da Divisa.

Ascom ASN