30/06/16 - 14:36:30

São Pedro é celebrado ao som de forró no Encontro Nordestino (Foto Raiane Souza)

Trio Coração do Nordeste e Josivan do Forró, Pisa Pólvora de Estância, a Quadrilha Pisa na Brasa, Antônio Carlos Du Aracaju, Odir Caius, Quadrilha Xique-Xique, Sergival e Geraldinho Lins foram as atrações da noite

Na penúltima noite de atrações do Encontro Nordestino de Cultura – Arraiá do Povo, na Orla de Atalaia, o dia de São Pedro foi celebrado com muita festa e forró. A programação desta quarta-feira, 29, foi aberta com Trio Coração do Nordeste e Josivan do Forró, Pisa Pólvora de Estância, a Quadrilha Pisa na Brasa, Antônio Carlos Du Aracaju, Odir Caius, Quadrilha Xique-Xique, Sergival e Geraldinho Lins.

Pela primeira vez se apresentando no Encontro Nordestino de Cultura, o cantor e compositor pernambucano, Geraldinho Lins, conta que já tinha vindo a passeio ao Arraiá do Povo. “Desde a primeira vez que estive aqui, percebi a proposta desta festa em ser voltada para a questão cultural das raízes nordestinas. Estamos comemorando 26 anos de carreira e este foi ser meu 26° show este mês. Vir para um evento que tem essa característica que valoriza as tradições juninas tem uma cidade cenográfica, reúne o povo do Estado e turistas que vem para cá, para mim é importantíssimo estar participando”, declarou.

Com trinta anos de carreira e atualmente erradicado no Rio de Janeiro, o cantor sergipano Sergival trouxe ao Arraiá do Povo o lançamento de seu novo CD, “Festança”. “É sempre uma emoção muito grande estar aqui, porque este palco é muito mais do que um Arraiá do Povo, ele reúne a cultura nordestina, como o próprio nome do evento já diz. Para mim é uma honra trazer minha música e minha história. Fico no Rio de Janeiro compondo e contando os dias para vir pra cá, pensando no São João e em Sergipe”, contou.

Presença confirmada em diversas edições do Arraiá do Povo, Antônio Carlos Du Aracaju, apresentou clássicos do forró e músicas novas, que estarão no seu próximo CD, previsto para ser lançado no segundo semestre de 2016. “É sempre uma alegria muito grande participar deste evento. Eu costumo dizer que este é o Arraiá da sergipanidade. Aqui a gente toca o nosso repertório, arrisca a tocar músicas do folclore, a trazer novidades, me sinto muito à vontade”. Natural de Porto da Folha, o cantor contou ainda que pertence a uma família de músicos. “Meus avós tinha banda de pífano, meu tio dançava no reisado, meu pai era cantor de seresta, então eu cresci neste meio”.

Esta quinta-feira, 30, é a última chance apara aproveitar o festejo junino na orla de Atalaia e na sexta-feira, 1° o público ainda pode apreciar as belezas e emoções da grande final do Concurso de Quadrilhas do Gonzagão. O Arraiá do Povo encerra em grande estilo ao som de Rildo e Forró Triangado, Flávia Martins, Quadrilha Poerinha do Sertão, Jônias do Acordeom e Trio Quentes da Vaquejada, Quadrilha Mandacaru, Bobinhos do Forró, Cobra Verde, Quinteto Violado e Cezinha.

O II Encontro Nordestino de Cultura- Arraiá do Povo 2016 é uma realização do Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e conta com o apoio do Ministério da Cultura, Secretaria de Esporte e Turismo, Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social, Secretaria de Estado da Saúde, Samu, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Empresa Municipal de Serviços Urbanos, Superintendência municipal de Transportes e Trânsito, GBarbosa, Banese e Seguradora, Fasouto e Sebrae.

Ascom