11/07/16 - 07:30:21

Em 6 anos, HRL atendeu quase 350 mil usuários do SUS (Foto ascom FHS)

Neste período, unidade realizou quase 763 mil procedimentos de urgência e emergência e 4.500 cirurgias

Ao completar seis anos de existência neste mês de julho, o Hospital Regional Monsenhor João Batista de Carvalho Daltro (HRL), em Lagarto, na região Centro-Sul de Sergipe, apresenta números que confirmam a sua importância para a assistência aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) em Sergipe. Nesse período, a unidade, gerenciada pela Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) e concebida a partir da Reforma Sanitária e Gerencial do SUS, em 2007, pelo Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), já atendeu a quase 350 mil pacientes.

O HRL é responsável por garantir cobertura assistencial a uma população de aproximadamente 250 mil habitantes nos seis municípios que integram a microrregião Centro-Sul de Saúde (Lagarto, Salgado, Simão Dias, Poço Verde, Riachão do Dantas e Tobias Barreto). A unidade, que está em processo de federalização para tornar-se futuramente em Hospital Universitário, realizou entre julho de 2010 e junho deste ano quase 763 mil procedimentos de urgência e emergência, entre consultas especializadas em pediatria, ortopedia, tratamentos clínicos de traumas ortopédicos e atendimentos de enfermagem em geral, como aferição de sinais vitais na Classificação de Risco e administração de medicamentos.

Vital para a assistência aos pacientes, o Serviço de Apoio Diagnóstico Terapêutico (SADT) também apresenta números significativos que reforçam o papel do HRL para a rede estadual de urgência e emergência. No mesmo período, foram ofertados aos usuários do SUS atendidos na unidade aproximadamente 788 mil exames complementares, entre laboratoriais clínicos e diagnósticos por imagem, como raios-X e ultrassonografias.

Somente o laboratório de análises da unidade, que funciona 24h por dia, foi responsável por aproximadamente 85% dessa demanda do hospital, ao realizar quase 672 mil exames. Já os radiológicos, no mesmo período, somaram aproximadamente 96.441.

Papel para a Rede

Para o superintendente do HRL, Oldegar Alves Júnior, não há dúvidas que a realidade do acesso aos serviços de urgência e emergência hospitalar em Sergipe mudou para melhor após a implantação do Hospital Regional. “Ao longo desses seis anos, o HRL cumpriu e vem cumprindo à risca seu papel na assistência a toda a população do Centro-Sul do Estado e, ainda mais, pelo conceito de rede integrada, atendendo a usuários de outras regiões sergipanas, em especial o Agreste e o Sul”, explica.

Além desse significativo papel para a Rede Estadual de Urgência e Emergência Hospitalar de Sergipe, Oldegar Alves ressalta a importância para o fortalecimento do SUS. “Isso porque também assistimos cidadãos de diversos municípios circunvizinhos da Bahia ou que fazem divisa com Sergipe, como Paripiranga, Nova Soure, Itapicuru, Adustina, Antas, Coronel João Sá, Cícero Dantas e Fátima, entre outros, fortalecendo um dos  pilares básicos do SUS, o  princípio da universalidade no atendimento”, salienta.

Nesse contexto, o HRL também conseguiu ser ao longo dos últimos seis anos uma das principais referências em ortopedia para o Centro-sul. “Nessa área, a unidade se consolidou como uma importante e estratégica referência para a região, contribuindo para desafogar o  Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), em Aracaju. Tanto assim, que durante esse período já realizamos quase 3.400 cirurgias somente nessa especialidade”, acrescenta Oldegar Junior.

Ao longo dos últimos seis anos, o Hospital Regional de Lagarto já ofertou em torno de 18 mil internações e realizou 4.473 cirurgias, sendo 3.344 ortopédicas e 1.129 gerais.

Outros dois profissionais que destacam os avanços para a saúde da população do Centro Sul de Sergipe com a implantação do HRL são o cirurgião e diretor técnico da unidade, Fernando Carbonera, e o coordenador de Internamento, Jardel Vasconcelos. “Como profissional, participo das atividades do HRL desde a sua implantação e percebi o crescimento da demanda de pacientes e da complexidade do atendimento, bem como do número de profissionais em todas as áreas assistenciais”, afirma Carbonera.

“O HRL encontra-se entre os mais equipados e importantes hospitais da rede, assegurando a toda população da região Centro-Sul e sergipana a garantia de um atendimento individualizado e multiprofissional, bem como agregando novos serviços no decorrer desses anos, como a UTI com 10 leitos, única no interior do estado com tratamento substitutivo renal, centro cirúrgico completo para procedimentos cirúrgicos de média e alta complexidade, como os traumas”, ressalta Jardel Vasconcelos.

Descentralização e resolutividade

O funcionamento do Hospital Regional de Lagarto fortaleceu o processo de descentralização da saúde, iniciado com a Reforma Sanitária e Gerencial do SUS em curso no Estado desde 2007. Na rede hospitalar, essa iniciativa abre espaço para que a resolutividade dos casos tipificados como de média complexidade aconteça na própria região.

O próprio diretor-técnico do HRL, Fernando Carbonera, destaca também esse papel do HRL para a rede estadual de urgência e emergência, por dar solução à maioria dos problemas de saúde dos usuários do SUS que diariamente precisam dos serviços da unidade.

“Como gestor, acompanho a resolutividade deste hospital, que ajuda o sistema de saúde a não sobrecarregar o Huse, referência em alta complexidade no Estado, com baixas taxas de transferência externa de pacientes”, salienta.

Na prática, isso significa menos encaminhamentos para as unidades da capital, em especial, para o Hospital de Urgência de Sergipe, em Aracaju. Tanto assim, que nos últimos seis anos, a taxa de transferência externa é uma das mais baixas de toda a rede, ficando em média abaixo de 1%,  ou seja,  a maioria absoluta dos pacientes atendidos e internados pelo HRL tem seus problemas de saúde resolvidos na própria unidade, sem necessidade de remoção para outros hospitais gerenciados pela FHS.

Os serviços de saúde oferecidos pelo HRL garantem assistência  à população e salvam vidas, beneficiando diariamente centenas de usuários do SUS  como a garotinha M.C.S.C., de quatro anos, filha do motorista Júlio César Santos Costa, de 35, que na quarta-feira (6) estava internada em uma das enfermarias da Pediatria do HRL.

“Ela se recupera bem. Desde que chegamos, a recepção foi boa. O atendimento tem sido bom, tanto dos médicos quanto da enfermagem. Não temos do que reclamar”,  observou motorista.

Estrutura e serviços

O Hospital Regional de Lagarto foi o primeiro a ser construído pelo Governo de Sergipe no processo de reestruturação da rede hospitalar no estado. Inaugurado em 2 de julho de 2010, o hospital, que começou a funcionar  no dia 16 do mesmo mês,  possui 5.200 mil metros quadrados de área construída e representou um investimento total de R$ 22.091.970,70, dos quais R$ 13.581.097,68 em obras, R$ 6.431.177,77 em equipamentos e o restante em mobiliário técnico.

Com uma capacidade instalada de 172 leitos, o  HRL foi o primeiro  hospital público do interior sergipano a  dispor de uma moderna  Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com 10 leitos. Dispõe ainda de um Centro Cirúrgico  com  quatro salas cirúrgicas, além de uma Sala de Recuperação Pós-Anestésico (SRPA), com cinco leitos.

A unidade oferta assistência de média e alta complexidade, com atendimentos em clínica médica, pediatria, ortopedia, cirurgia geral e ortopédica, terapia intensiva, infectologia, ultrassonografia e nefrologia. Além disso, possui profissionais de quatro especialidades não-médicas, que integram a chamada equipe multidisciplinar: Assistente Social, Fisioterapeuta, Farmacêutico e Nutricionista.

A estrutura da unidade oferece consultórios médicos, salas de reidratação, raio-X, ultrassonografia, eletrocardiograma, laboratório de patologia clínica e agência transfusional, entre outros espaços. Atualmente,  é  único hospital púbico do interior do Estado a dispor de Serviço de Hemodiálise Intra-hospitalar, destinado a pacientes que apresentem quadro de insuficiência renal aguda e estejam internos na unidade.

“O Hospital Regional de Lagarto é um dos equipamentos de saúde mais importantes do nosso Estado. A sua resolutividade comprova o quanto o SUS Sergipe está no caminho certo, garantindo a assistência aos sergipanos sem fazer com que eles se desloquem para a capital. Sem dúvida, o HRL é um grande instrumento que colabora para desafogar o Huse. A saúde no interior é bem assistida”, comemora Conceição Mendonça.

Foto Ascom FHS