15/07/16 - 08:15:35

Programa prevê otimização dos recursos aplicados em unidades saúde (Foto ascom)

Ideia é implantar Núcleo de Economia da Saúde, que facilitará compreensão sobre o custo de um hospital, seus setores e procedimentos

Técnicos do Ministério da Saúde estão em Sergipe para apresentar a proposta do Programa Nacional de Gestão de Custos (PNGC), uma iniciativa que visa a implantação de Núcleos de Economia da Saúde (NES) nas unidades estaduais. Durante esta quinta-feira, 14, eles cumpriram cronograma de ações que iniciou com reunião de apresentação da proposta à secretária de Estado da Saúde, Conceição Mendonça.

O Programa é uma iniciativa do Departamento de Economia da Saúde, Investimento e Desenvolvimento do Ministério da Saúde, que tem como atribuição o incentivo e apoio à institucionalização destes Núcleos no país.  “É uma estratégia que vem sendo aplicada com o intuito de melhor subsidiar a tomada de decisão com foco na otimização de recursos”, conta a assistente técnica do departamento, Corah Prado.

A coordenadora do Programa, Maciene Mendes, explica que os Núcleos permitirão a compreensão sobre o custo de um hospital, de seus setores e procedimentos. Ela ainda afirma que, com a distinção dos dados, os gestores poderão avaliar se a unidade é eficiente, se precisa de ampliação, onde ocorre gasto em excesso, o que melhorará a transparência e o controle social.

“Vamos avaliar qual unidade hospitalar poderíamos utilizar como iniciativa piloto. É imprescindível que saibamos mais que o gasto total, compreendendo as especificidades do nosso investimento”, avaliou a secretária de Estado da Saúde, Conceição Mendonça.

A adesão ao Programa já aconteceu em mais de 12 estados brasileiros e mais de 150 unidades de saúde, entre Unidades de Pronto Atendimento e hospitais. O Ministério disponibiliza metodologia padronizada para todo o país, o sistema de informação (ApuraSus), e todo o acompanhamento  técnico necessário à implantação e execução. O processo dura, em média, seis meses a partir do período de adesão.

Após a reunião no gabinete, as técnicas seguiram para o Núcleo Estratégico da SES (NEST), setor que será responsável  pela execução do Programa em Sergipe, para apresentar aos integrantes das equipes da Diretoria Financeira e de Planejamento da Secretaria de Estado da Saúde (SES), do NEST e da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) sobre o processo de implantação do PNGC e conceitos de Economia da Saúde.

“A pretensão é de que, no futuro, possamos multiplicar esses Núcleos nos serviços de saúde ligados à secretaria”, destaca  Eliane Nascimento, coordenadora do NEST.

Economia da Saúde

A Economia da Saúde é uma área de conhecimento recente, definida como  o estudo das condições ótimas de distribuição dos recursos disponíveis para assegurar à população melhores assistência à saúde e estado de saúde.

De acordo com o Ministério, a Economia da Saúde trabalha com cinco temas: saúde e desenvolvimento, financiamento das ações e serviços de saúde, regulação econômica em saúde, alocação de recursos e eficiência das ações e serviços de saúde.

Fonte assessoria