19/07/16 - 09:08:48

Ato público no TCE alerta para a degradação do Rio São Francisco (Foto: Cleverton Ribeiro)

A preocupação comum com a degradação sofrida pela bacia hidrográfica do rio São Francisco motivou a realização do ato público “Cidades Sustentáveis e em defesa do rio São Francisco”, ocorrido na tarde desta segunda-feira, 18, no auditório do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE).

O evento promovido pela arquidiocese de Aracaju, através do Conselho Nacional do Laicato do Brasil (Conal), buscou colocar em prática ideias contidas na encíclica “Laudato Si”, do Papa Francisco, que fala sobre preservação do meio ambiente. As palestras abordaram o tema sob diversos aspectos, sempre com o foco na conscientização dos gestores, representantes dos poderes e a sociedade como um todo.

“O Tribunal de Contas tem procurado estar próximo da sociedade civil através de seus representantes e instituições, e para nós é uma satisfação receber este encontro que busca alertar as pessoas para esta crise no meio ambiente”, comentou na oportunidade o conselheiro-presidente Clóvis Barbosa.

Arcebispo de Aracaju, Dom José Palmeira Lessa destacou o papel desempenhado pela igreja ao promover a ação: “A doutrina social da Igreja também se volta para as questões que dizem respeito a todas as pessoas e em todo o mundo como as questões ambientais”.

Assim também avaliou o presidente do Conal, Ricardo Lima, segundo o qual o ato consiste numa “caminhada em que queremos envolver a sociedade, as igrejas, as instituições públicas para construirmos um mundo mais igualitário”.

Já entre os palestrantes esteve o professor de Direito da Universidade Federal de Sergipe, Jose Lima Santana, que fez referência a passagens bíblicas onde é demonstrada a importância do meio ambiente para a humanidade.

Também proferiram palestras o Superintendente de Recursos Hídricos do Governo do Estado, Ailton Francisco Rocha; e o Chefe da Divisão de Fiscalização e Licenciamento do IBAMA em Sergipe, Romeu Boto.

Em meio aos presentes no evento estavam a deputada estadual Ana Lúcia; procuradora do Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE), Martha Carvalho de Figueiredo; a promotora de Justiça Miriam Teresa Cardoso Machado e o Secretário de Estado do Meio Ambiente, Olivier Chagas.

Fonte TCE