25/07/16 - 15:25:10

Centros de Especialidades Odontológicas atendeu mais de 7 mil (Foto ascom)

De acordo com Ana Márcia Menezes de Oliveira, coordenadora dos CEOs, a média mensal de atendimento nos primeiros seis meses do ano foi de 1.177 usuários atendidos

Neste primeiro semestre de 2016, 7.063 usuários passaram pelos Centros, segundo levantamento feito pela Coordenação dos CEOs. Sergipe conta com sete unidades dos Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs), gerenciadas pela Fundação Estadual de Saúde (Funesa), ofertando importantes serviços para a população. O número de atendimentos chega a um índice muito alto.

De acordo com Ana Márcia Menezes de Oliveira, coordenadora dos CEOs, a média mensal de atendimento nos primeiros seis meses do ano foi de 1.177 usuários atendidos. “As metas pactuadas com o Ministério da Saúde foram cumpridas nas especialidades de periodontia, cirurgia e pacientes especiais, exceto na endodontia, que é um problema que vem sendo discutido em todas as instâncias de gestão, diante das especificidades que a especialidade apresenta na sua execução”, explicou Ana Márcia.

“Fazemos a saúde bucal especializada, através da Funesa e da Secretaria de Estado da Saúde, buscamos não somente o cumprimento de metas pactuadas. Queremos junto com as equipes dos CEOs produzir saúde, qualidade de atendimento, resolutividade com cidadania, sorrisos saudáveis e usuários satisfeitos”, completou.

Os números também impressionam na realização de cirurgias, uma das especialidades dos CEOs. Foram 4.645 procedimentos feitos pelos cirurgiões-dentistas da Funesa. Os CEOs de São Cristóvão, do Tipo 3, e de Nossa Senhora da Glória, do Tipo 2, se destacaram no balanço semestral com 1.401 e 1.130 cirurgias, respectivamente.

Os pacientes especiais também têm espaço nos CEOS e são tratados com muito carinho. Foram 5.709 procedimentos executados de janeiro a junho de 2016, em todos as unidades dos Centros Especialidades Odontológicas.

No levantamento realizado pela Funesa, foram constatados 882 procedimentos de endodontia, que trata das lesões e doenças da polpa (nervo) e da raiz do dente, conhecida popularmente também como tratamento de canal, e 3.983 de periodontia, responsável pela prevenção e tratamento das doenças que acometem os tecidos de sustentação e proteção dos dentes (tratamento da gengiva e do osso).

Para Adriel Alcântara, diretor-geral da Funesa, a humanização do atendimento realizado pelos profissionais dos CEOs é a grande responsável pelo crescente número de pacientes atendidos e procedimentos realizados. “O Estado prioriza o bom atendimento na Saúde, o que é possível constatar por causa dos bons profissionais que temos. As equipes dos CEOs da Funesa são muito competentes e criativas. Desenvolvem as mais variadas maneiras para dar o melhor atendimento aos pacientes”, disse.

“A proposta dos CEOs estaduais é ofertar atenção especializada em saúde bucal, na integralidade de seus processos aos sergipanos. Temos uma rede com proposta de cobertura para 100% dos municípios. Além das boas instalações, temos uma equipe coesa, com profissionais especialistas, experientes, renomados e reconhecidos pela técnica, responsabilidade e dedicação”, destacou a coordenadora Ana Márcia.

Em Sergipe, os Centros de Especialidades Odontológicas gerenciados pela Funesa são responsáveis por ofertar serviços especializados após o cidadão iniciar um tratamento na Atenção Básica (cuidados nas Clínicas de Saúde da Família ou em Postos de Saúde). Os Centros possuem consultórios muito bem equipados com aparelho de Raio X para auxiliar nos diagnósticos e aparelho de ultrassom para tratamento periodontal. Além disso, os CEOs possuem profissionais especialistas em endodontia, cirurgiões bucomaxilofaciais, especialistas em pacientes especiais e periodontia.

Ascom SES