27/07/16 - 09:52:27

Orla de Canindé fomentará turismo na Rota do Sertão (Foto André Moreira)

Obra da Orla da Prainha será entregue no próximo sábado, dia 30, pelo governador Jackson Barreto

A perfeita integração entre arquitetura, sustentabilidade e natureza molda a paisagem da Orla da Prainha, em Canindé do São Francisco, no noroeste do estado de Sergipe.  Em fase de ajustes finais, a obra sela o compromisso do Governo do Estado, por meio do Programa de Desenvolvimento do Turismo em Sergipe (Prodetur), com o desenvolvimento do município e será entregue oficialmente no próximo sábado, dia 30.

Com recursos na ordem de R$6.633.884,61, provenientes do Prodetur, por meio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o ponto turístico conta com restaurante com vista panorâmica para o Rio São Francisco,  14 quiosques próprios para bares, dois postos salva-vidas,  passarela de madeira, quadra esportiva, parque infantil,  aparelhos para atividades físicas, duchas, ponto de apoio ao turista, amplo estacionamento para carros e ônibus, esgotamento sanitário e total acessibilidade para pessoas com deficiência.

A expectativa e o otimismo são visíveis na fala de quem vive do turismo.  Lenilda Lopes, recepcionista em um dos hotéis mais antigos da região, relata que o estabelecimento já passa por reformas pensando no aumento do fluxo de turistas. “Precisávamos desse gás no turismo daqui. Com essa obra, certamente receberemos muito mais visitantes e já estamos nos preparando para isso, com a reforma dos apartamentos”, revela.

“É uma das obras mais importantes feitas aqui no município, vai garantir o futuro e o desenvolvimento da cidade. Já sentimos a expectativa de quem mora aqui e dos turistas também”, diz Sandro Vieira dos Santos, proprietário de uma loja de artesanato nas imediações da Orla e que, inclusive, alterará o horário de funcionamento pensando no aumento de visitantes.   “Antes os turistas visitavam outros municípios porque Canindé não tinha programação à noite. Com a Orla, passaremos a abrir nesse horário visando os turistas”, relata.

Para o turismólogo Genilson Aragão, mais do que atrair turistas, a Orla atrairá também novos negócios e empregos para a região. “O aumento do turismo é consequência do investimento em infraestrutura. Mas o mais importante mesmo é que essa demanda aumentará a quantidade de empresas e empregos na região”, comenta.

Tal fenômeno já foi percebido na execução da obra. De acordo com o engenheiro responsável, Arnaldo Matos, 200 sergipanos foram contratados para a construção da Orla. “É uma obra que empregou trabalhadores de Canindé. A construtora é genuinamente sergipana e empregamos sergipanos”, esclarece.

Quem também destaca a importância da geração e manutenção de empregos é a coordenadora do Prodetur, Cristiana Santos, que explica que o programa não se preocupa apenas com a obra em si, mas que há todo um acompanhamento tanto de gerenciamento como também de preparação da mão-de-obra. “O programa não chega ao município apenas com a infraestrutura, ele chega também preparando a população local para receber os turistas. Nós estamos capacitando os donos dos empreendimentos para atender esses turistas, com cursos de capacitação na área de gestão, de alimentação, de vigilância sanitária e também os donos de hospedagem na área de atendimento”, detalha, acrescentando que a equipe da Prodetur auxiliará na elaboração do Plano de Gestão, construído juntamente com a Prefeitura e população por meio de audiências públicas, e fará o acompanhamento deste nos próximos cinco anos.

Para o secretário de Estado de Turismo, Saulo Eloy, a Orla da Prainha se trata de uma obra de várias perspectivas. “Traz para a cidade um novo equipamento público de lazer e de atendimento ao turismo de modo geral. E vou mais além, fomenta toda a região com uma agenda de perspectiva turística contemplando por sua vez o anseio da população de Canindé e região circunvizinha. O governo demonstra preocupação com aquela região, levando esse equipamento público de lazer e de turismo. Uma orla toda reformatada no conceito de modernidade e inclusão”, diz.

Fonte ASN