03/08/16 - 10:39:24

TCE fará parceria para analisar a gestão de pessoas da Seed (Foto Cleverton Ribeiro)

O secretário de Estado da Educação, professor Jorge Carvalho, visitou na tarde desta terça-feira, 2, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Clóvis Barbosa, quando esclareceu números recentemente divulgados e se colocou à disposição da Corte de Contas para fazer um estudo conjunto em auditoria operacional na gestão de pessoas da SEED.

“Nesse momento de dificuldades financeiras que estamos atravessando, um órgão como o Tribunal de Contas cresce em importância para nós. Então, nos interessa muito o trabalho em conjunto, uma parceria”, disse Jorge Carvalho, na reunião da qual também participou o diretor de Controle Externo de Obras e Serviços do TCE, Adir Machado.

O presidente Clóvis Barbosa reafirmou a importância de o gestor procurar o Tribunal de Contas para expor suas dificuldades e propor a parceria, buscando auxílio na análise administrativa e financeira da gestão. “Isso vale para todo gestor, dos prefeitos aos secretários e dirigentes de órgãos estaduais e municipais. O TCE está aqui para auxiliar na busca da solução para os problemas. Nós não precisamos ser provocados para fazer inspeção e auditoria, mas quando o gestor nos procura e se coloca à disposição, o nosso trabalho e o trabalho dele tornam-se menos complicados”, disse o conselheiro.

Jorge Carvalho relatou que, ao contrário do que se pensa, o Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) também tem sofrido quedas sucessivas, dificultando o pagamento da folha do magistério. Por conta disso, pela primeira vez o Estado atrasou o pagamento dos salários de julho de servidores administrativos da Educação e de professores que não estão em sala de aula.

“Graças ao trabalho que tem sido aplicado, a matrícula de alunos na rede pública estadual voltou a crescer, chegando a 18 mil alunos neste ano. Mas, inversamente, o número de aposentados também cresce, devendo chegar a 600 professores que estão pedindo aposentadoria em 2016. Isso obriga o Estado a futuramente contratar novos professores, fazendo aumenta as despesas com servidores”, exemplificou. A reunião também foi assistida pelo diretor de Comunicação do TCE, Marcos Cardoso.

Fonte TCE