06/08/16 - 13:47:57

Onze meses depois de dar à luz seu segundo filho, Antonio, Regiane Alves inicia a preparação para voltar à TV. A atriz estará na próxima novela das 21h

Onze meses depois de dar à luz seu segundo filho, Antonio, Regiane Alves inicia a preparação para voltar à TV. A atriz estará na próxima novela das 21h, “A lei do amor”, e também na série “Zózimo”, prevista para 2017.

– Ainda não comecei a gravar a novela. Só entro depois do capítulo 50. Vou interpretar Beth, mulher do prefeito, papel do Ricardo Tozzi. No início da trama, ela mora nos Estados Unidos. Volta ao Brasil quando o marido começa um romance com a personagem da Camila Morgado. Pelo que sei, Beth será ‘danada’ – adianta ela sobre a história de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari.

Já na série de Mauro Wilson dirigida por Maurício Farias, a atriz viverá a prostituta Marli, par do detetive Zózimo (Vladimir Brichta). A trama é baseada no livro “O corno que sabia demais”, de Wander Antunes.

– As leituras já começaram e as gravações vão acontecer em maio do ano que vem. Vou acabar a novela e emendar na série. Acho que já fiquei bastante tempo de férias depois de ter meus filhos – diz Regiane, que também é mãe de João Gabriel, de 2 anos, e está afastada das novelas desde “Sangue bom”, em 2013.

Sobre mudanças no corpo para interpretar a personagem sensual no programa, ela conta que não precisará se preocupar:

– Como a história se passa nos anos 1950, ter o corpo um pouco arredondado pode até ajudar. A produtora de elenco me pediu para não emagrecer muito e confesso que adorei ouvir isso.

Regiane, casada com o diretor de TV João Gomez, diz que, por enquanto, não pensa em engravidar novamente:

– Os meninos são praticamente gêmeos. Estamos curtindo muito essa fase deles. E conversamos sobre adoção, mas não por agora.

Além de todas essas novidades, Regiane ainda comemora a indicação ao Prêmio Shell de melhor atriz pela peça “Para tão longo amor”, de Maria Adelaide Amaral:

– Foi inesperado. Quando li que estava indicada, fiquei muito feliz por ter seguido a minha intuição de escolher o texto da Maria Adelaide desde 2012.

Fonte: globo.com