09/08/16 - 16:48:22

Bases do Samu na UFS e no Aeroporto fortalecem os atendimentos (Foto ascom)

A nova base descentralizada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192 Sergipe) na Universidade Federal de Sergipe (UFS) está pronta e em operação. Mais de 100 mil pessoas, entre os habitantes de São Cristóvão, conjuntos Rosa Else, Eduardo Gomes, alunos e profissionais do Campus Universitário, contam agora esse importante suporte para casos pré-hospitalares de urgência e emergência.

A instalação desta base é fruto da parceria entre UFS, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) e Fundação Hospitalar da Saúde (FHS). O espaço, já existente no território universitário, ganhou adequações estruturais e padronização visual, obedecendo os critérios exigidos pelo Ministério da Saúde.

O espaço conta com sala de repouso, espaço para leitura, dormitórios e copa. Segundo a superintendente do Samu 192 Sergipe, Glícia Ramos, a base da UFS conta com uma equipe com 42 membros e, por plantão, seis profissionais (entre condutores socorristas, técnicos de enfermagem, enfermeiros e médicos) estarão à disposição. Além disso, para atender a demanda, a base conta com Unidade de Suporte Avançado (USA) e uma Unidade de Suporte Básico (USB).

“Essa é mais uma grande conquista dos usuários do SUS em Sergipe e dos profissionais que contam com uma base descentralizada com excelência no padrão de ambiência, segurança e acolhimento. A expectativa é aprimorar e garantir assistência qualificada, com maior tempo resposta à população que reside próxima à UFS. A descentralização do serviço faz com que exista uma melhoria do atendimento na região em virtude da redução das distâncias e melhor acesso ao município de São Cristóvão e povoados vizinhos”, afirma Glícia Ramos.

Para garantir mais conforto e segurança aos profissionais e, consequentemente, mais eficácia no tempo resposta, o Samu conta com 36 bases descentralizadas que garantem a cobertura assistencial aos 75 municípios sergipanos.

Aeroporto

Em operação desde novembro de 2015, a base descentralizada do Samu no Aeroporto Santa Maria, em Aracaju, garante eficácia no tempo resposta aos usuários que residem próximo aos bairros Santa Maria, Atalaia, Mosqueiro (Zona de Expansão), Robalo e São Conrado.

“A localização estratégica desta base faz com que os trabalhos sejam mais ágeis para atender às demandas próximas. A ampliação da oferta de atendimentos oferece ainda mais dinamismo no tempo resposta”, afirma o condutor Micleyton Silva.

A base do Aeroporto é composta por uma Unidade de Suporte Básico e 2 profissionais por plantão (técnico de enfermagem e condutor).

No primeiro semestre de 2016, as equipes assistenciais realizaram 907 atendimentos na base do Aeroporto.

“A assistência aos sergipanos é garantida pelo Samu, seja na capital ou no interior. O número de atendimentos na base do Aeroporto comprovam que a Zona de Expansão é bem assistida com mesma qualidade e eficiência nos atendimentos pré-hospitalares”, destaca Glícia Ramos.

Eficiência

O Samu 192 Sergipe é considerado o melhor serviço de Atendimento Pré-Hospitalar do Brasil (APH) pela excelência, resolutividade, caracterizado pela melhor relação entre o número de habitantes e o quantitativo de ambulâncias, capacidade técnica e qualificação de toda sua equipe profissional. Com uma demanda de 500 chamadas diárias, o serviço avalia a necessidade do paciente no momento do chamado através dos médicos reguladores, com o envio da ambulância ao local da ocorrência (de acordo com a classificação de risco) ou, ainda, através de orientação médica.

São 48 equipes assistenciais que preenchem todos os requisitos de qualificação do Ministério da Saúde. Ao todo, são 1.150 profissionais, 59 veículos: 43 Unidades de Suporte Básico (USB) e 16 Unidades de Suporte Avançado (USA).

O Samu 192 Sergipe está vinculado à Central de Regulação das Urgências, em funcionamento no Complexo Regulatório Estadual. Na sala de atendimento dos médicos reguladores, estão dois telões onde os profissionais acompanham a capacidade instalada e resolutividade de toda Rede Hospitalar. Esta Central tem a função de realizar a regulação pré-hospitalar móvel e o encaminhamento para a unidade hospitalar mais indicada ao atendimento ao paciente, além de monitorar todas as unidades de saúde que compõem a Rede Estadual de Urgência e Emergência.

Das 36 bases do Samu, 16 já foram reformadas pela FHS em 2015 e início de 2016, informamos que as demais estamos cumprindo cronograma pré-estabelecido pelas necessidades apresentadas.

“Elas funcionam como postos estratégicos para ambulâncias e equipes assistenciais, garantindo os atendimentos com tempo-resposta adequado e respeitando a ordenação dos fluxos das urgências. As reformas estruturais englobam pintura interna, externa, correção de infiltrações, troca de revestimento, revisão da parte elétrica e hidráulica, entre outras, inclusive iniciando a substituição dos aparelhos de ar condicionado de várias bases descentralizadas”, complementa Glícia Ramos.

Fonte SES