10/08/16 - 08:55:55

Assassino de delegado, na condicional, confessou crime e pretendia fugir

Mesmo estando em liberdade condicional e responder a outros processos, inclusive por outro tentativa de latrocinio em companhia de comparsas, Anderson teve tempo de cometer mais um assassinato.

A policia civil reuniu a imprensa na manhã desta quarta-feira (10), para falar sobre a prisão do elemento que confessou ter assassinado a tiros o delegado de policia Ademir Melo, vitima de latrocínio ocorrido em frente a sua residência no último dia 18 de julho.

O delegado geral Alexandro Vieira explicou que o individuo identificado como Anderson Santos Souza, 27 anos, que estava em liberdade condicional, foi preso em sua residência e não ofereceu resistência. O delegado contou que o assassino usou uma motocicleta no momento do latrocinio e que na abordagem, o delegado Ademir sacou sua arma para reagir, porem a pistola estava travada e não foi possivel disparar e com isso o bandido efetuou três disparos, sendo que um deles atingiu Ademir que morreu logo em seguida. _____639

O latrocida confessou a autoria do crime e teria dito que não sabia que a vitima era um delegado de policia. Após o latrocínio, Anderson Santos foi para sua residência localizada no bairro Soledade em Aracaju.

Ainda segundo o delegado, ele havia contado à familia sobre o ocorrido com o delegado, mas mesmo assim, nos dias seguintes Anderson continuou a praticar assaltos e roubando celulares, porém pretendia fugir do estado para evitar a prisão, mas a policia agiu rápido e efetuou a prisão. Mesmo em liberdade condicional, sendo um ladrão de celular contumaz, ele continuou praticando o crime até o momento em que foi preso. em sua residência a policia encontrou diversas capas de celulares e chips de aparelhos roubados por ele.

108201685547

Assassinato – o delegado Ademir foi morto por volta das 18h30 desta segunda-feira, 18, na Alameda das Árvores, bairro Luzia, em Aracaju. Os primeiros levantamentos apontam que ele foi alvejado por um homem em uma motocicleta no momento em que o policial passeava com um cachorro nas proximidades de sua residência. O delegado foi socorrido por dois agentes do Cope, que o levaram gravemente ferido ao Hospital Primavera, porém devido a gravidade do ferimento ele não resistiu e morreu.

Fotos: Ascom SSP/SE

Munir Darrage