10/08/16 - 14:49:27

Frente Parlamentar em Defesa da Mulher apoia implantação de serviço (Foto ascom)

A presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Mulher a deputada Goretti Reis (PMDB), recebeu na manhã dessa terça-feira (9), uma comissão formada pela presidente do Conselho Municipal da Mulher Adélia Pessoa, pela professora universitária, responsável pelo Grupo de Pesquisas de Gênero, Sexualidade e Estudos Culturais da Universidade Federal de Sergipe Claudiene Santos e a enfermeira da Abforense Zenaide Cavalcante de Medeiros, que apresentou com o intuito de pedir apoio para a implantação e institucionalização do sistema de atenção ao agressor da mulher, no caso de violência doméstica.

Ter o apoio da Frente Parlamentar em Defesa da Mulher, segundo Adélia Pessoa, é fundamental e é o caminho adequado para que o serviço seja implantado em Sergipe. “Nós temos uma esperança e confiamos que a Frente Parlamentar, liderada pela deputada Goretti Reis, fará a diferença no Estado de Sergipe em termos do tratamento na questão da violência com um olhar para a questão da violência de uma maneira múltipla e não apenas punir com a prisão”, reconheceu.

A proposta baseia-se em um dos eixos da Lei Maria da Penha que determina aos estados disponibilizar o serviço de atendimento e acompanhamento dos autores da agressão, geralmente, da violência doméstica. “Os homens mantém a crença de que tem direito sobre a mulher, que a esposa é propriedade dele. Temos de desconstruir esses paradigmas, as crenças os pensamentos de que a mulher é objeto, é inferior, mas não adianta prender apenas, é preciso educá-los”, explicou Adélia Pessoa.

Ainda de acordo com Adélia Pessoas em Sergipe existe um trabalho de parceria entre o Tribunal de Justiça com alunos do curso de psicologia da Faculdade Estácio de Sergipe (FASE), ainda incipiente, louvável, mas é preciso que seja institucionalizado. “O eixo da Maria da Penha de assistência da vítima em Sergipe já tem alguns serviços funcionando bem, mas em relação ao homem agressor, o Estado está deficiente”, afirmou.

A deputada peemedebista agradeceu a confiança e garantiu todo o apoio necessário para que Sergipe faça parte do programa que pode diminuir os índices de violência doméstica. “A Frente Parlamentar dará todo o suporte necessário para que o serviço seja implantado e a rede integrada de atendimento fique completa. Com as informações que recebemos que em Brasília e Belo Horizonte, onde já existe o atendimento ao agressor, os índices de reincidência diminuíram consideravelmente e foi percebida uma grande diferença no comportamento do homem. A Frente fará mesmo a diferença na questão do combate a violência contra a mulher”, finalizou.

Por Ascom Parlamentar