15/08/16 - 17:22:03

SAMU REGISTRA 605 TROTES NO ÚLTIMO FINAL DE SEMANA NO ESTADO

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192 Sergipe) registrou 696 aberturas de chamadas entre os dias 12 e 15 de agosto. Para responder as ocorrências, foram demandadas 342 Unidades de Suporte Básico (USB) e 81 Unidades de Suporte Avançado (USA), além de 10 motolâncias.

De acordo com o balanço do final de semana, foram 605 registros de trotes e 25 orientações médicas no período, o que mostra o papel social que o Samu assume com a população.

“Em alguns casos, a solicitação do paciente é atendida apenas com orientação passada pelo médico regulador. Parece básico, mas é uma situação que contribui – e muito – para a eficácia do serviço”, ressalta a superintendente Glícia Ramos.

No ranking das ocorrências, as quedas de moto aprecem em primeiro lugar: foram 41 pacientes atendidos por esse motivo. A lista segue com 16 feridos por arma de fogo, 13 por colisão carro e carro, a mesma quantidade de vítimas de queda, seis atropelamentos, cinco pacientes por agressão física, três vítimas de colisão por moto e moto, o mesmo número de feridos por arma de fogo e por capotamento.

Sriha

O Serviço de Remoção Inter-hospitalar Assistida (Sriha), responsável por atender demandas internas das unidades da Rede Estadual, bem como conduzir os pacientes para exames, avaliações de especialistas, transferências para leitos de retaguarda, altas sociais e logísticas, fechou a semana com um total de 273 transportes/remoções realizadas.

Entre as demandas registradas no período, 154 foram remoções assistenciais de pacientes, 119 transporte de logística, seis altas sociais, 14 ocorrências envolvendo gestantes de baixo risco em trabalho de parto, 96 realizações de exames ou procedimentos, seis avaliações de especialistas além de 32 transferências hospitalares.

O Sriha executa um trabalho que fortalece as unidades hospitalares, como afirma a coordenadora geral, Maria Luisa Dantas.

“Cada vez mais o Serviço tem se tornado importante para a fluidez da Rede, atuando em parceria com os hospitais e com o Samu. O foco é acelerar o atendimento e garantir uma saúde pública de qualidade para o paciente”, opina.

Fonte SES